Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Eleição para a presidência da Câmara é antecipada para quarta-feira

Mudança atende a pedido do Planalto, que teme esvaziamento do Congresso na quinta

A eleição do novo presidente da Câmara dos Deputados, que estava marcada para quinta-feira, foi antecipada em um dia. A mudança atende a um pedido do novo governo, que temia o adiamento da disputa por falta de quórum – o que, na prática, poderia adiar a escolha do sucessor de Eduardo Cunha para agosto, depois do recesso parlamentar.

O acordo para antecipar a eleição foi fechado simbolicamente com o presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão. A data da eleição é motivo de negociações e disputas na Casa. O governo teme por uma manobra de última hora de Maranhão para se manter no cargo por mais algumas semanas, enquanto o “centrão”, bloco de deputados que não pertencem aos principais partidos do Congresso e que atuam alinhados com o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, queria antecipar a eleição para a terça-feira, para coincidir com sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que vai analisar recurso de Cunha relativo ao processo de cassação de mandato contra ele.

Se o novo entendimento prevalecer, a eleição será no início da noite de quarta-feira. Rogério Rosso (PSD-DF) e Rodrigo Maia (DEM-RJ) são dois dos candidatos apontados como os mais fortes, mas as negociações entre as bancadas devem continuar até a data da eleição, o que torna o resultado algo ainda imprevisível.

(Com Estadão Conteúdo)