Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Eduardo Paes lidera disputa no Rio com quase 12 pontos a mais que Crivella

Levantamento do Paraná Pesquisas mostra que o candidato do DEM tem 25,1% das intenções de voto, contra 13,6% do atual prefeito do Republicanos

Por Redação Atualizado em 25 set 2020, 10h49 - Publicado em 25 set 2020, 09h54

O ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) soma 25,1% das intenções de voto e lidera com folga a disputa para a prefeitura do Rio de Janeiro, segundo um levantamento divulgado nesta sexta-feira, 25, pelo Paraná Pesquisas. A consulta ao eleitorado foi a primeira que o instituto fez com todos os candidatos definidos oficialmente pelos partidos. O candidato à reeleição, Marcelo Crivella (Republicanos), está na segunda colocação com 13,6%.

Os resultados dizem respeito à pesquisa estimulada, quando os nomes dos candidatos são apresentados ao eleitor, e têm margem de erro de 3,5 pontos percentuais, para mais ou para menos. Com isso, Crivella empata tecnicamente com a deputada estadual Martha Rocha (PDT), que aparece na terceira posição, com 11,8%. A deputada federal Benedita da Silva (PT), que está em quarto lugar, com 7,3%, também empata tecnicamente com a candidata do PDT.

Na sequência, aparecem os candidatos Bandeira de Mello (Rede), com 3,6%, Clarissa Garotinho (Pros), com 2,2%, Luiz Lima (PSL), com 1,9%, Renata Souza (PSOL), com 1,6%, e Cyro Garcia (PSTU), com 1%. Os demais postulantes à prefeitura não ultrapassaram a marca de um ponto percentual.

Chama a atenção o percentual de 21,6% de pessoas que admitiram não votar em nenhum candidato na eleição de novembro. Já o número de eleitores que não souberam responder à pergunta é de 6,4%. A pesquisa ouviu 910 eleitores presencialmente, entre os dias 20 e 24 deste mês. O grau de confiança dos resultados é de 95%. Ela foi á registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o nº RJ-08624/2020.

Continua após a publicidade

No levantamento espontâneo, sem a apresentação dos nomes dos candidatos, Eduardo Paes soma 8,1%, Marcelo Crivella está com 5,7%, Martha Rocha tem 2,5% e Benedita da Silva contabiliza 1,5%. Não souberam responder à pergunta 62,1% dos eleitores, enquanto 15,8% disseram que não irão votar em ninguém.

ASSINE VEJA

A ameaça das redes sociais Em VEJA desta semana: os riscos dos gigantes de tecnologia para a saúde mental e a democracia. E mais: Michelle Bolsonaro vai ao ataque
Clique e Assine

Inelegibilidade e rejeição

As entrevistas para a pesquisa foram realizadas antes de o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio de Janeiro declarar por unanimidade, na quinta-feira, 24, que Crivella está inelegível por seis anos. O prefeito foi condenado por usar a máquina pública para fazer propaganda em favor da candidatura do próprio filho, que em 2018 disputava uma vaga na Câmara dos Deputados. Crivella recorreu da decisão e deverá disputar a eleição amparado por recursos na Justiça.

O prefeito tem outros obstáculos pela frente. Nenhum candidato é tão rejeitado pelo eleitorado quanto Crivella. Segundo a pesquisa, 70,9% dos moradores do Rio dizem que não votariam de jeito nenhum em Crivella. A rejeição é um importante medidor do potencial eleitoral de cada político na disputa. Benedita da Silva é a segunda mais rejeitada, com 58,2%, seguida por Eduardo Paes (53,3%) e Martha Rocha (45,6%).

Outra questão que pode criar problemas para Crivella é o grau de desconhecimento dos eleitores em relação a Martha Rocha. A deputada estadual não é conhecida por 7,7%, o percentual mais elevado entre os quatro primeiros colocados na disputa. Isso significa que a candidata do PDT tem um potencial eleitoral que ainda não pôde ser medido pelas pesquisas. Por estar tecnicamente empatada com Crivella, ela se torna uma ameaça imediata à presença do prefeito no segundo turno.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)