Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Eduardo Cunha vai chamar os 39 ministros à Câmara

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) acertou nesta terça-feira com os líderes da Casa convocações semanais das chamadas comissões gerais para ouvir os 39 ministros do governo. A ideia é que eles respondam a perguntas dos deputados sobre suas atividades. Foi Cunha quem apresentou a proposta: “Vamos aprovar um convite global. Vamos fazer um calendário para o ano inteiro. Se eventualmente alguém que foi convidado sem uma motivação de força maior se recusar a comparecer, pode ser que o plenário decida convocá-lo”, diz o presidente da Câmara. A ideia é que cada ministro compareça pelo menos uma vez no ano. O primeiro a comparecer deve ser Cid Gomes, da Educação.

Os líderes também confirmaram uma alteração no Orçamento de 2015 para permitir que os novos parlamentares também tenham direito a emendas parlamentares já neste ano. Para isso, o relator do orçamento, senador Romero Jucá (PMDB-RR) fará uma alteração e incluirá mais 10 milhões de reais para cada um dos deputados e senadores em exercício, tendo sido ou não reeleitos. Com isso, quem deve ficar sem os recursos são os parlamentares que não se reelegeram em 2014. “Tem 200 deputados que não foram reeleitos. É evidentemente que esses vão perder. O financeiro vai ser para os novatos”, diz o líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE). (Gabriel Castro, de Brasília)