Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Convenção do PL oficializa chapa Bolsonaro-Braga Netto

Sob forte esquema de segurança, chapa pura formada por militares da reserva foi aprovada por aclamação na convenção do partido, no Rio de Janeiro

Por Adriana Cruz
Atualizado em 24 jul 2022, 13h03 - Publicado em 24 jul 2022, 08h00

O PL oficializou neste domingo, 24, a candidatura do presidente Jair Bolsonaro à reeleição, com o general da reserva e ex-ministro Walter Braga Netto como vice. A convenção, que aprovou por aclamação a chapa pura do PL encabeçada pelo presidente, com 804 votos, ocorre no ginásio do Maracanãzinho, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Sob forte esquema de segurança comandado pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI), do governo federal, a abertura dos portões do Maracanãzinho, com capacidade para um público de pouco mais de 13 mil pessoas, ocorreu às 8h22 e chegada de Bolsonaro, por volta das 11h22. Em torno do estádio, o policiamento foi reforçado pela Polícia Militar.

No meio da semana, o boicote da oposição, acusada de fazer inscrições falsas na plataforma Sympla para ter acesso ao evento, acirrou os ânimos. O PL chegou a cancelar 40 mil das 50 mil inscrições. Depois do episódio, o partido decidiu liberar o público sem ingresso por ordem de chegada até a capacidade máxima do ginásio.

O discurso econômico, com ênfase em programas como Auxílio Brasil e lei que permitiu a redução no ICMS e consequentemente o preço dos combustíveis, é uma das principais apostas de Bolsonaro para alavancar uma arrancada eleitoral a partir da convenção.

Continua após a publicidade

Na semana passada, o presidente voltou a colocar em xeque o processo eleitoral brasileiro em reunião com embaixadores de diversos países. Mais uma vez, sem provas ele fez ataques à segurança da urna eletrônica e à lisura das eleições.

Aliados em território fluminense, berço do bolsonarismo, defendiam que Bolsonaro inflamasse os correligionários, convocados a usar verde e amarelo, com um discurso efusivo de combate à pobreza e também de empenho do governo durante a pandemia para manter a economia em pé. “Estamos convencidos de que as últimas vitórias econômicas precisam ser ressaltadas. É a economia que dá voto”, avalia um dos aliados do presidente na capital fluminense. Ele ressaltou que a redução do ICMS no Rio de Janeiro, por exemplo, permitiu que a alíquota de 32% caísse para 18%. Com isso, a expectativa é a de que o preço do litro da gasolina baixe de quase 8 reais para menos de 6 reais no estado.

Pesquisa do IPEC divulgada na quinta-feira, 21, revelou que no eleitorado fluminense Lula, principal adversário do presidente, tem 41% das intenções de voto no primeiro turno, contra 34% de Bolsonaro. Os coordenadores de campanha acreditam ainda que o presidente vai apostar também em um discurso que aponte suas realizações à frente do governo, além de aceno às mulheres e à população mais pobre, com destaque para o Auxílio Brasil, distribuição de voucher a caminhoneiros e vale-gás que contam com receitas que chegam a 41,2 bilhões de reais. Críticas às gestões petistas também estão previstas como favas contadas na convenção. O presidente pretende ainda reforçar o slogan da campanha “liberdade e fé”.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.