Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Durante caminhada no Jaburu, Temer diz estar ‘recuperadíssimo’

Palácio do Planalto anunciou exercícios matinais à imprensa com antecedência para demonstrar que presidente se recupera bem de seus problemas de saúde

Por Estadão Conteúdo Atualizado em 4 jan 2018, 11h30 - Publicado em 4 jan 2018, 10h37

O presidente Michel Temer (PMDB) caminhou por cerca de 20 minutos na manhã desta quinta-feira (4), no Palácio do Jaburu, acompanhado de seguranças. Ao avistar os fotógrafos, Temer falou “Deus ajuda quem cedo madruga”.

Questionado como estava de saúde, o presidente respondeu: “Perfeito. Recuperadíssimo, graças a Deus“. O presidente comentou ainda o fato de a imprensa estar acompanhando seu exercício e disse que não sabia que havia interesse pelas imagens.

“Ontem, eu vi que vocês estavam por aqui e eu não sabia que vocês tinham vindo aqui para fazer essas imagens”, disse o presidente. Na quarta-feira, a assessoria informou que Temer faria a caminhada nesta quinta por volta das 9h para quem tivesse o interesse em registrar imagens, mas o presidente antecipou o exercício e saiu para caminhar às 8h22.

Na terça-feira (2), quando tirou a sonda que estava utilizando desde 13 de dezembro, o presidente tinha sido filmado por equipes de TV caminhando. A situação foi usada por auxiliares para diminuir rumores de que a saúde do presidente estava debilitada.

  • A disposição do governo é passar a imagem de que Temer está se recuperando bem dos recentes problemas de saúde que vem atravessando. O presidente está em um tratamento após cirurgias para corrigir problemas no sistema urinário e deve viajar para São Paulo nesta sexta-feira (5) para novos exames. Michel Temer foi questionado se iria mesmo para a capital paulista, mas não deu certeza, disse apenas que “talvez”.

    Não é a primeira vez que a assessoria de Temer avisa à imprensa compromissos supostamente particulares com o intuito de gerar imagens na mídia. Em julho de 2016, pouco depois de ter assumido a Presidência, numa tentativa de “humanizar” a imagem de Temer, o Planalto já havia “convocado” a imprensa para registrar Temer e a primeira-dama, Marcela, buscando o filho caçula na escola.

    Desde o dia 28 de dezembro Temer tem tentado diminuir o ritmo de trabalho para atender recomendações médicas. O ritmo de trabalho do presidente após as últimas cirurgias a que foi submetido tem sido apontado como uma das causas da demora do problema de obstrução na uretra. Depois de passar seis dias despachando no Palácio do Jaburu, o presidente foi nesta quarta ao Palácio do Planalto, mas só teve reuniões de manhã e depois voltou a residência oficial.

    Continua após a publicidade
    Publicidade