Clique e assine a partir de 9,90/mês

Doria amplia vantagem sobre Skaf e lidera em SP com 26%, diz Datafolha

No segundo turno, no entanto, emedebista tem vantagem contra ex-prefeito, que é o mais rejeitado; para o Senado, tucana Mara Gabrilli cresce e aparece em 2º

Por Guilherme Venaglia - Atualizado em 20 set 2018, 04h38 - Publicado em 20 set 2018, 01h54

Nova pesquisa do instituto Datafolha, divulgada na madrugada desta quinta-feira 20 pelo jornal Folha de S.Paulo, indica uma ampliação da vantagem do ex-prefeito João Doria (PSDB) na disputa pelo governo do estado, apesar de seguir empatado com Paulo Skaf (MDB) dentro da margem de erro. O tucano aparece com 26%, seguido pelo emedebista, com 22%.

Na última pesquisa, esses índices eram de 25% e 23%, o que mostrou oscilações de um ponto percentual, de Doria para mais e de Skaf para menos. O atual governador, Márcio França (PSB), cresceu para além da margem de erro, passando de 8% para 11%, mas ainda muito distante dos líderes. Luiz Marinho (PT) também subiu, de 5% para 6%.

Major Costa e Silva (DC) e Professora Lisete (PSOL) têm 2% cada. Toninho Ferreira (PSTU), Marcelo Cândido (PDT), Rodrigo Tavares (PRTB), Professor Cláudio Fernando (PMN) e Rogério Chequer (Novo) aparecem com 1%. Lilian Miranda (PCO) não pontuou. Brancos e nulos são 17% e os indecisos são 8%.

Segundo turno

João Doria é o candidato mais rejeitado. Ao todo, 34% dos eleitores ouvidos pelo Datafolha disseram não votar “de jeito nenhum” no ex-prefeito. Entre os principais candidatos, 27% rejeitam Marinho, 25% Skaf e 19% Márcio França.

Nas simulações de segundo turno, a situação se inverte do primeiro e quem lidera é Skaf, também dentro da margem de erro, por 40% a 36%. Os dois candidatos venceriam Márcio França. O emedebista por 43% a 29% e o tucano por 42% a 32%.

Senado

Mais uma vez, a pesquisa trouxe o ex-senador e vereador Eduardo Suplicy (PT) como o favorito para uma das duas vagas no Senado, com 31% das intenções de voto. Para a segunda vaga, a deputada Mara Gabrilli (PSDB) mostrou um forte crescimento, de 8% para 14% e pulou para a vice-liderança, ultrapassando o vereador Mário Covas Neto (Podemos), que caiu de 18% para 12%, e o deputado Major Olímpio (PSL), que se manteve com 11%.

Os três, Mara, Covas e Major estão empatados em segundo lugar com a ex-atleta Maurren Maggi (PSB), que passou de 6% para 10%. Ricardo Tripoli (PSDB) tem 8% e Cidinha Raiz (MDB), 6%. Antonio Neto (PDT), Professora Silvia Ferraro (PSOL), Jilmar Tatto (PT), Marcelo Barbieri (MDB) e Dra. Eliana Ferreira (PSTU) têm 3%. Diogo da Luz (Novo), Jair Andreoni (PRTB) e Educador Daniel Cara (PSOL) aparecem com 2%. Mancha (PSTU) e Pedro Henrique de Cristo (Rede), com 1%. Os demais não pontuaram.

Brancos e nulos são 19% para a primeira vaga e 25% para a segunda. O total de eleitores indecisos é de 15%.

Pesquisa Datafolha com 2.032 eleitores em 60 municípios, realizada nos dias 18 e 19 de setembro de 2018. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Levantamento registrado no Tribunal Superior Eleitoral com o número SP 01459/2018

Continua após a publicidade
Publicidade