Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dilma recebe PCdoB para decidir novo ministro do Esporte

Reunião está marcada para as 17h30 no Palácio do Planalto. Orlando Silva foge da realidade e vai almoçar com a mãe

A presidente Dilma Rousseff receberá no fim da tarde desta quarta-feira, entre 17h30 e 18 horas, os líderes do PCdoB para bater o martelo sobre a substituição do ministro do Esporte, Orlando Silva. Conforme adiantou a coluna Radar on-line, Silva já é tratado pelo partido e pelo governo como um “cabra marcado para morrer”. A bancada do PCdoB e o presidente nacional do partido, Renato Rabelo, passaram a manhã em reunião na sala da liderança do PCdoB na Câmara para definir um nome a ser indicado para substituir Orlando Silva. Saíram calados. Rabelo resumiu em poucas palavras o clima: “Nós vamos conversar com a presidenta. É preciso esperar algumas horas.” Antes da reunião da bancada, Orlando Silva e líderes do PCdoB foram recebidos pelo ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, no Palácio do Planalto. Foi nesse encontro que foi selado o destino de Silva. A situação ficou insustentável depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na terça-feira abrir inquérito para investigar os desvios no Ministério do Esporte, revelados por VEJA. Substituto – São cotados para o cargo de ministro do Esporte o deputado federal Aldo Rebelo (SP), relator do Código Florestal, a deputada federal e ex-prefeita de Olinda Luciana Santos (PE) e o presidente da Embratur, Flávio Dino. Existe a possibilidade ainda de o secretário-executivo do ministério, Waldemar Manoel Silva de Souza, do PCdoB do Rio de Janeiro, assumir o posto interinamente. Relax – Enquanto Brasília pega fogo, Orlando Silva tenta se mostrar alheio à situação. Por volta das 14 horas, postou no Twitter seus planos para a tarde: “Hoje meu almoço é especial, com dona Vanda, minha mãe, aniversariante. E ela veio da Bahia só para isso. Mulher guerreira, grande exemplo.” A assessoria do ministério chegou a informar que Silva participaria da reunião do PCdoB na Câmara, mas ele não apareceu por lá. A última vez que Dilma recebeu Orlando Silva no Planalto foi na sexta-feira. Nesta quarta os dois ainda não se falaram pessoalmente. A presidente está com a agenda cheia e cumpre compromissos oficiais desde as 10 horas.