Clique e assine com 88% de desconto

Dilma negocia apoio do PMDB e diz que entrará da campanha

Presidente deverá participar dos eventos de Fernando Haddad em São Paulo

Por Da Redação - 8 out 2012, 16h48

A presidente Dilma Rousseff reuniu-se na manhã desta segunda-feira com o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, e com o vice-presidente da República, Michel Temer, para traçar um balanço do resultado das urnas e bater o martelo sobre o apoio do PMDB de Gabriel Chalita à candidatura de Fernando Haddad em São Paulo. Além do arranjo político, Dilma pretende se envolver mais em algumas campanhas no segundo turno, especialmente na capital paulista. Em Salvador, o democrata ACM Neto e o petista Nelson Pelegrino também disputam o apoio dos peemedebistas.

“Claro que a presidente irá a outros lugares, mas ainda não definiu quais”, afirmou a ministra da Secretaria de Comunicação Social, Helena Chagas. Sobre a participação em São Paulo, a ministra disse que “certamente” Dilma atuará na campanha. A presidente telefonou para Haddad na noite de domingo quando o resultado estava consolidado. Haddad obteve 28,98% dos votos válidos, ante 30,75% do tucano José Serra.

Ao deixar o encontro nesta manhã, Temer disse que o PMDB fará coligação no segundo turno com o PT nas cidades onde houver possibilidade de coligação. Questionado sobre São Paulo, esquivou-se: “Vamos primeiro ouvir o partido”.

“O PMDB teve um grande número de votos, juntamente com o PT, que teve um grande número de prefeituras e votos. Isso vai ser muito bom para 2014. Vamos tentar, onde há segundo turno, onde houver possibilidade de coligação PT-PMDB, fazer isso”, disse Temer.

Publicidade

Segundo o Radar on-line, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) telefonou para Chalita e tenta atrair o apoio do peemedebista para a chapa de José Serra (PSDB).

Além de São Paulo, outra eleição que deverá ter a participação da presidente é Salvador. Dilma também telefonou para o candidato do PT à prefeitura de Salvador, Nelson Pelegrino, que disputará o segundo turno da capital baiana com Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM).

Rio – Dilma também se reuniu com o prefeito reeleito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), e com o governador Sérgio Cabral (PMDB). Na saída, Paes afirmou que o apoio do PMDB ao candidato petista em São Paulo é “um caminho natural”. “A presidente disse que está muito entusiasmada (com a campanha de Haddad), disse que tem muita esperança em relação a São Paulo”, afirmou.

(Com Agência Estado)

Publicidade