Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dilma chega à Coreia do Sul para a reunião do G20

Presidente eleita desembarcou ao lado do ministro da Fazenda, Guido Mantega

A presidente eleita Dilma Rousseff chegou nesta quarta-feira a Seul, na Coreia do Sul, onde participa da reunião do G20 – grupo que congrega as 20 maiores economias do mundo e os principais emergentes. Ela desembarcou na capital sul-coreana ao lado do ministro da Fazenda, Guido Mantega, por volta das 12h50 do horário local, após um voo de mais de 24 horas. Ambos seguiram para a área reservada a chefes de estado e autoridades sem falar com a imprensa.

Dilma já avisou que não dará entrevistas até a chegada do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que só deve desembarcar em Seul na manhã de quinta-feira. Lula seguirá para a reunião do G20 após sua viagem pela África.

Esta é a primeira viagem internacional de Dilma após a eleição. A presidente eleita foi formalmente convidada pela organização do encontro para participar das discussões do G20. Ela preferiu viajar a Seul em um voo comercial, com escala em Frankfurt, na Alemanha.

Em uma entrevista ao lado da presidente eleita, Lula disse, na semana passada, que levaria Dilma com ele a Seul para “brigar” pelo real e que, a partir de agora, o grupo vai “enfrentar Lula e Dilma”. A dupla promete levar o tema da guerra cambial para discussão entre os líderes internacionais. Ambos já declaram ser contra a desvalorização exagerada de algumas moedas – e devem levar o recado principalmente para Estados Unidos e China.

No encontro do G 20 também serão discutidos temas como economia global, reforma do sistema financeiro, reforma das instituições financeiras, desenvolvimento e agenda futura – que inclui energia, proteção ao meio ambiente marinho e combate à corrupção.