Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dilma cancela distribuição de ‘kit gay’ a escolas

Objetivo da medida é evitar rebelião de parlamentares cristãos na base aliada

A polêmica sobre a futura distribuição do chamado “kit gay” nas escolas forçou o governo a recuar nesta quarta-feira, temendo que a repercussão do caso atrapalhe a união da base aliada no Congresso. A presidente Dilma Rousseff ordenou que o governo não distribua o material de combate ao preconceito contra homossexuais, elaborado por organizações não-governamentais em parceria com o Ministério da Educação (MEC).

As bancadas evangélica e católica do Congresso haviam anunciado uma espécie de rebelião contra o Planalto, depois de se mostrarem insatisfeitas com as explicações dadas pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, sobre o tema. Os parlamentares alegam que os vídeos e cartilhas seriam inadequados para crianças e que estimulariam o homossexualismo. Um dos vídeos criticados, Encontrando Bianca, mostra a rotina de um aluno transexual.

Segundo o secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho, a presidente Dilma também considerou o material impróprio e determinou que todas as publicações de órgãos do governo sejam avaliadas por comissões internas antes da distribuição. “Ela foi muito clara nesse sentido e determinou que esse material não circule oficialmente da parte do governo. Não se trata de recuo, se trata de um processo de consulta que o governo passará a fazer”, declarou Carvalho.

O MEC afirma que o material não é oficial. Mas parte dos vídeos chegou a ser apresentada à Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados por representantes do próprio ministério.