Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dilma: ‘Brasil só é respeitado no exterior se respeitar as urnas’

Em meio a uma grave crise política e econômica, presidente afirma que a democracia brasileira ainda é um processo inconcluso no país

A quatro dias de uma nova rodada de protestos pelo país cobrando sua saída do cargo e mergulhada numa grave crise política e econômica, a presidente Dilma Rousseff usou nesta quarta-feira uma solenidade no Itamaraty para discursar em defesa do seu mandato. Apesar de o evento ser uma formatura de diplomatas, a petista deu um jeito de introduzir o tema que tira o sono do Palácio do Planalto.

“O Estado nacional brasileiro só é respeitado no mundo à medida em que, em nosso território, se exerça e se respeite plenamente a soberania popular. Essa soberania significa submissão à vontade geral expressa nas urnas”, disse a presidente.

Em seguida, ao contrário dos discursos do ex-presidente Lula, que fazia questão de ressaltar a democracia consolidada no país, Dilma disse, na sua opinião, o processo ainda não foi concluído. “Vivemos nos últimos anos uma fascinante experiência de construção da democracia em nosso país. Experiência fascinante porque é complexa, bastante complexa, mas ainda inconclusa.”

(Com Agência Brasil)