Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Desafeto de Sarney, Capiberibe assume posto no Senado

Novo parlamentar havia sido condenado por compra de votos, mas sempre alegou que era vítima de perseguição do adversário

Por Gabriel Castro 29 nov 2011, 16h02

O senador João Capiberibe (PSB-AP) tomou posse nesta terça-feira, depois de uma longa batalha judicial para voltar a ocupar um cargo público. Condenado por compra de votos na eleição de 2002, ele havia sido barrado pela Lei da Ficha Limpa. Com isso, Gilvan Borges (PMDB-AP) perde a vaga na Casa.

Capiberibe e a mulher, a deputada federal Janete Capiberibe (PSB-AP), foram condenados porque haviam oferecido 26 reais a dois eleitores em troca de votos. O casal sempre acusou o grupo político de José Sarney (PMDB-AP) de armar uma fraude para prejudicá-los. Foi Sarney quem moveu a ação contra os rivais. Embora tenha sido absolvida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a dupla perdeu o cargo por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Ironicamente, o próprio José Sarney (PMDB-AP), na presidência do Senado, deu posse a Capiberibe. Em seu discurso, o novo parlamentar adotou um tom de conciliação: “É notório que existem diferenças entre eu e o senador José Sarney”, declarou. “Mas devo admitir que, para atender às demandas do povo que nos elegeu, isso não será um obstáculo”. O senador também anunciou que o primeiro projeto de lei que apresentará será uma proposta que obriga os comerciantes a divulgar o peso dos tributos sobre o valor final de bens e serviços.

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)