Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Deputado questiona ministros sobre uso de jatos da FAB

Por Da Redação 8 abr 2015, 13h54

O líder do PPS na Câmara, deputado Rubens Bueno, protocolou nesta terça-feira questionamentos aos seis ministros do governo Dilma Rousseff que fizeram uso, sozinhos, de jatinhos da Força Aérea Brasileira (FAB) para voltar de Brasília para casa. Em tempos de aperto fiscal, Bueno pergunta: “Alguma vez foi cogitado o uso de avião de carreira?”. Os requerimentos precisam ser aprovados pela Mesa Diretora da Casa. O parlamentar ainda apontou uma série de voos comerciais que saíram de Brasília em horário próximo ao que os jatinhos ministeriais decolaram. Ele também questiona se os ministros procuraram compartilhar as aeronaves, conforme prevê a legislação, e por que Aloizio Mercadante (Casa Civil) usou um jato da FAB mesmo em férias. Os questionamentos se dão depois de reportagem de do site de VEJA trazer à tona treze viagens de ministros desacompanhados na frota da Aeronáutica, entre janeiro e março, e o custo de cada uma por hora de voo – até 44 vezes mais caro aos cofres públicos do que a média de uma passagem aérea. Além de Mercadante, os ministros-passageiros foram Patrus Ananias (Desenvolvimento Agrário), Mauro Vieira (Itamaraty), Pepe Vargas (ex-Relações Institucionais), Miguel Rossetto (Secretaria Geral) e Eleonora Menicucci (Mulheres). Após a publicação da reportagem, o governo Dilma anunciou que proibirá a prática. “Questiona-se se esse governo, que não poupa os trabalhadores do sacrifício de ver seus direitos diminuídos, está imbuído do mesmo espírito parcimonioso quando a contenção de despesas atinge aqueles que lhes cercam”, justificou o deputado. (Felipe Frazão, de São Paulo)

Publicidade