Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

DEM confirma apoio a Aécio e indica coordenador da campanha

Enfraquecido desde as eleições de 2010, partido não emplacou o vice na chapa, mas o senador José Agripino Maia (RN) vai chefiar a campanha

O DEM oficializou nesta segunda-feira o apoio ao candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves. Mesmo sem o lugar de vice na chapa, como ocorreu nas últimas eleições presidenciais, a sigla fechou a aliança por aclamação.

Nos últimos anos, a legenda foi uma das que mais se desidratou com o surgimento de novas siglas governistas em Brasília – hoje tem 28 deputados, quinze a menos do que os eleitos em 2010. A criação do PSD foi o maior golpe sofrido pelo partido. A perda de influência teve um preço: dessa vez, o DEM não teve peso suficiente para negociar a indicação do vice na chapa presidencial. Aécio optou pelo nome do senador tucano Aloysio Nunes Ferreira (SP).

Leia também:

Por unidade, PSDB confirma Aloysio Nunes como vice de Aécio

O encontro do DEM foi realizado em um hotel de Brasília. Aécio Neves e Aloysio Nunes Ferreira estiveram na convenção. O candidato a presidente disse que a parceria histórica com o antigo PFL de José Agripino Maia tem um papel essencial nas eleições deste ano. “Senador Agripino, talvez desde nosso reencontro com a democracia, nunca tenha sido tão necessária essa nossa união”, disse o tucano.

Aécio também afirmou que não vai fazer campanha com discurso de “ódio”, como seus adversários. Ele também criticou o troca-troca promovido pelo governo às vésperas da campanha. “Estamos vendo ministros de Estado sendo afastados por suas virtudes”, afirmou, em referência à demissão do ministro dos Transportes, César Borges, por pressão do PR.

O presidente do DEM, que será o coordenador de campanha de Aécio, afirmou que vem negociando há meses com o colega a formação dos palanques regionais. “Existem em muitos Estados mais do que um palanque para Aécio. Não há um único Estado onde não haja um palanque sólido para Aécio. O jogo está armado para ganhar”, disse o parlamentar.