Clique e assine com até 92% de desconto

Decretos e pedaladas que embasam impeachment passarão por perícia

Por Da Redação 14 jun 2016, 09h16

A comissão processante do impeachment no Senado vai formar um grupo técnico para realizar perícia, no prazo de dez dias, sobre as pedaladas fiscais e os decretos assinados pela presidente afastada Dilma Rousseff que liberaram crédito suplementar sem aprovação do Congresso. A perícia foi determinada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, que acolheu um recurso da defesa da presidente nesta segunda-feira. A partir de agora, os parlamentares vão apontar que pontos querem ver periciados, como se o atraso nos pagamentos ao Banco do Brasil pelo Plano Safra foram um ato de Dilma e se provocaram algum impacto na meta fiscal. Na semana passada, a comissão havia rejeitado realizar a perícia, mesmo depois de o relator, Antonio Anastasia (PSDB-MG), ter se manifestado a favor do pedido. (Laryssa Borges, de Brasília)

Leia também:

Com excesso de testemunhas, comissão do impeachment atrasa trabalhos em uma semana

Publicidade