Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Debates no Nordeste terão adversários desafiando domínio de PT e PSB

Pesquisas recentes indicam que as duas legendas podem governar até sete dos nove estados da região, alguns com vitórias já no primeiro turno

Por Rodrigo Daniel Silva Atualizado em 2 out 2018, 18h42 - Publicado em 2 out 2018, 10h25

Os estados da Região Nordeste, que eram divididos entre PSDB, DEM e PMDB na década de 90, hoje são dominados pelo PT e pelo PSB, partidos aliados do presidenciável Fernando Haddad (PT). As duas siglas, juntas, controlam cinco dos nove estados nordestinos e podem passar a governar sete, com a vantagem petista. Os candidatos aos governos estaduais se encontram para debates na noite desta terça-feira, 2, após a novela Segundo Sol, nas emissoras afiliadas da TV Globo.

De acordo com o Ibope, o Partido dos Trabalhadores, que já é a maior força da região, deve aumentar ainda mais. Isso porque os petistas, além de manter os governos da Bahia, do Ceará e do Piauí, caminham para ter uma vitória no Rio Grande de Norte, onde a senadora Fátima Bezerra surpreende e lidera os levantamentos.

Segundo o instituto, se o pleito fosse hoje, a petista, com 39% das intenções de votos, iria para o segundo turno com Carlos Eduardo (PDT), que tem 25%. O atual governador Robinson Faria (PSD) está em terceiro lugar com 13%. No Piauí, a vitória do PT no primeiro turno ainda é incerta, já que Wellington Dias, que tenta a recondução, tem 46% e Dr. Pessoa (SD) aparece com 19%.

Já na Bahia e no Ceará, os governadores Rui Costa e Camilo Santana devem ser reeleitos ainda na primeira etapa; o último caminha para levar o título de candidato ao governo mais bem votado do país. O Ibope aponta o cearense com 69% das intenções de voto. No Nordeste, o PSB, que ficou independente na disputa presidencial após acordo com o PT, deve manter os governos da Paraíba e de Pernambuco.

Além disso, o deputado federal Valadares Filho (PSB) lidera as pesquisas para ser eleito governador de Sergipe, com 21%. O atual gestor Belivaldo Chagas (PSD) aparece em segundo lugar com 20% e briga com Eduardo Amorim (PSDB), com 17%. Eleito vice-governador em 2014, Belivaldo assumiu o governo após Jackson Barreto (MDB) renunciar para ser postulante a senador.

O emedebista sergipano foi um dos dois governadores do MDB eleitos no Nordeste na eleição anterior. Além dele, Renan Filho venceu em Alagoas e deve ser reeleito neste ano. Se os números das pesquisas se confirmarem, o filho do senador Renan Calheiros (MDB) será o único gestor estadual do MDB, partido que, em 1998, chegou a comandar quatro estados na região.

Continua após a publicidade

No Maranhão, o governador Flávio Dino (PCdoB) é favorito para ser reeleito e derrotar Roseana Sarney (MDB). Será também o único do PCdoB a vencer no Nordeste.

Debates

Em Alagoas, participarão os candidatos Basile (PSOL), Josan Leite (PSL), Pinto de Luna (Pros) e Renan Filho (MDB). Mediação do jornalista Roberto Kovalick. Na Bahia, participarão os candidatos João Henrique (PRTB), João Santana (MDB), José Ronaldo (DEM), Marcos Mendes (PSOL) e Rui Costa (PT). Mediação de Márcio Gomes.

No Ceará, participarão os candidatos Ailton Lopes (PSOL), Camilo Santana (PT), General Theophilo (PSDB) e Hélio Góis (PSL). Mediação de Luiz Esteves. No Maranhão, participarão os candidatos Flávio Dino (PCdoB), Maura Jorge (PSL), Odívio Neto (PSOL), Roberto Rocha (PSDB) e Roseana Sarney (MDB). Mediação de Fábio Willian.

Na Paraíba, participarão os candidatos João Azevêdo (PSB), José Maranhão (MDB), Lucélio Cartaxo (PV) e Tárcio Teixeira (PSOL). Mediação de Ernesto Paglia. Em Pernambuco, participarão os candidatos Armando Monteiro (PTB), Dani Portela (PSOL), Maurício Rands (Pros) e Paulo Câmara (PSB). Mediação de Márcio Bonfim.

No Piauí, participarão os candidatos Dr. Pessoa (SD), Elmano Férrer (Podemos), Fábio Sérvio (PSL), Luciano Nunes (PSDB), Professora Sueli (PSOL), Valter Alencar (PSC) e Wellington Dias (PT). Mediação de Zileide Silva.No Rio Grande do Norte, participarão os candidatos Brenno Queiroga (SD), Carlos Eduardo (PDT), Fátima Bezerra (PT), Professor Carlos Alberto (PSOL) e Robinson Faria (PSD).

Em Sergipe, participariam os candidatos Belivaldo Chagas (PSD), Eduardo Amorim (PSDB), Eduardo Cassini (PSL), Márcio Souza (PSOL), Mendonça Prado (DEM), Milton Andrade (PMN) e Valares Filho (PSB), mas o debate foi cancelado por volta das 13 horas desta terça-feira. A mediação seria de Susane Vidal.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)