Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Datafolha: 56% dos brasileiros são contra o voto obrigatório

Número é inferior à pesquisa anterior, que indicou que 66% dos entrevistados se posicionaram contra a obrigatoriedade de ir às urnas

Por Da Redação 27 dez 2020, 11h14

Pesquisa do instituto Datafolha divulgada neste domingo (27) mostra que 56% dos brasileiros se dizem contrários ao voto obrigatório, enquanto 41% apoiam a obrigatoriedade do comparecimento às urnas. O levantamento foi realizado entre os dias 8 e 10 de dezembro e ouviu 2.016 pessoas.

O número é inferior à pesquisa anterior, realizada em junho de 2015. Na ocasião, 66% dos entrevistados se posicionaram contra o voto obrigatório, resultado que representa o pico da taxa de rejeição entre os demais levantamentos feitos pelo instituto.

A tendência das pesquisas sobre o tema vem mostrando que a maioria da população rejeita o voto compulsório. Conforme o histórico do Datafolha, apenas em uma ocasião os brasileiros formaram maioria favorável ao voto obrigatório.

Em 2008, 53% diziam apoiar a medida, enquanto 43% defendiam o voto facultativo. Já em 2010, houve um empate, com 48% dos entrevistados dizendo ser favoráveis e outros 48% afirmando ser contrários.

A Constituição brasileira estabelece o voto obrigatório para quem tem de 18 a 70 anos. Nas eleições deste ano, porém, 23,1% dos eleitores, ou quase um quarto do total, não compareceram às urnas, recorde em disputas municipais no Brasil.

Reportagem de VEJA deste mês mostrou que os jovens representaram o maior índice de abstenção no pleito municipal. No texto, especialistas destacam que o país vive uma transição velada para o voto facultativo, incentivada até pelas punições leves — a multa máxima é de 3,51 reais por turno. A tendência deve obrigar os partidos a cada vez mais inserir nas campanhas algo visto em países sem voto obrigatório: a necessidade de, além de atrair o eleitor, estimulá-lo a ir às urnas.

 

Continua após a publicidade
Publicidade