Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Crise no Esporte ofusca posse de Ana Arraes no TCU

Presidente Dilma Rousseff prestigia evento horas antes de definir a substituição de Orlando Silva em encontro com a cúpula do PCdoB

A provável demissão do ministro do Esporte, Orlando Silva, foi o assunto principal durante a posse da ministra Ana Arraes no Tribunal de Contas da União (TCU) nesta quarta-feira. Pouco antes da cerimônia começar, os convidados discutiam abertamente a situação do ministro e os nomes cotados para substituí-lo na pasta. Cerca de oitocentas pessoas participam do evento, entre ministros, governadores e prefeitos.

A presidente Dilma Rousseff também prestigia a posse, realizada horas antes da reunião que definirá de uma vez por todas o destino do Ministério do Esporte. No fim do dia, Dilma se encontrará com Renato Rabelo, presidente do PCdoB, partido de Orlando Silva.

De acordo com um petista influente ouvido pelo site de VEJA, a presidente Dilma tem duas opções: substituir Orlando Silva pelo deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB-SP), ou aguardar a reforma ministerial prevista para o início de 2012. Neste caso, um ministro interino assumiria a pasta – provavelmente o secretário-executivo do Esporte, Waldemar Manoel Silva de Souza.

Curiosamente, Rebelo, o mais cotado para assumir o Esporte, perdeu para Ana Arraes a eleição para o TCU. Foram 222 votos para Ana contra 149 para o deputado federal, segundo colocado. A votação na Câmara ocorreu em 21 de setembro.

Convidados – Eduardo Campos (PSB), governador de Pernambuco e filho de Ana Arraes, está sentado na mesa principal da solenidade. Na semana da eleição para cargo, o governador praticamente se instalou em Brasília em busca de apoio à candidatura da mãe. Com o sucesso da articulação política, Campos espera ganhar prestígio na Câmara, o que poderá ajudá-lo numa eventual candidatura à Presidência em 2014. Outros integrantes do governo do estado também participam do ato, entre eles Maurício Rands (PT), secretário de governo.

Envolvido no escândalo do Esporte, o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), faltou ao evento. Em seu lugar, participa o vice-governador, Tadeu Filippelli (PMDB). Queiroz foi citado em um inquérito do Superior Tribunal de Justiça (STJ) por suposto desvio de recursos públicos. A pedido da ministra Cármen Lúcia, o processo deve ser encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF).