Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

CPI tenta ouvir depoimento de pessoas ligadas a Perillo

A reunião do colegiado deve acabar, no entanto, com os depoentes permanecendo em silêncio para evitar a auto-incriminação

Por Laryssa Borges 5 jun 2012, 10h31

A CPI do Cachoeira tenta ouvir nesta terça-feira testemunhas ligadas ao governador tucano Marconi Perillo (GO). A reunião do colegiado deve acabar, no entanto, com os depoentes permanecendo em silêncio para evitar a auto-incriminação.

A ex-chefe de gabinete de Perillo, Eliane Gonçalves Pinheiro, por exemplo, encaminhou atestado médico à CPI alegando ter sido internada com um “colapso nervoso” e, por isso, não poderá comparecer ao depoimento. Conforme a Polícia Federal (PF), ela recebeu um rádio que se acreditava ser anti-grampo e, com o telefone exclusivo, conversava com o contraventor Carlinhos Cachoeira e repassava a aliados de Perillo informações sobre operações policiais. Interceptações telefônicas feitas pela PF apontam, por exemplo, que ela avisou antecipadamente o prefeito de Águas Lindas (GO), Geraldo Messias, aliado de Perillo, que a polícia tinha um mandado de busca para vasculhar a casa dele.

Outra testemunha no rol dos depoentes, Sejana Martins, conseguiu habeas corpus do Supremo Tribunal Federal (STF) para permanecer em silêncio. Apontada como laranja do esquema, ela era uma das sócias da empresa Mestra Administração e Participações, que oficialmente é dona da casa onde Cachoeira foi preso em fevereiro. Écio Antônio Ribeiro, o único sócio remanescente da Mestra Administração e Participações, também foi convocado para depor na CPI.

Outro depoimento marcado para esta terça-feira é o do empresário Walter Paulo Santiago, que se declarou o comprador da casa do governador, no condomínio Alphaville Ipês, em Goiânia. A escritura do imóvel, no entanto, não está no nome do empresário, dono da Faculdade Padrão, em Goiânia. As suspeitas são de que Walter Paulo atuou como intermediário para esconder que Cachoeira era o verdadeiro comprador da casa de Perillo.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês