Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

CPI: Kátia Abreu desafia Andressa Mendonça

Senadora reage à tentativa de chantagem feita pela mulher de Carlinhos Cachoeira, que comparece à Comissão Parlamentar de Inquérito nesta terça

A CPI do Cachoeira voltou aos trabalhos nesta terça discutindo a tentativa de chantagem feita pela mulher de Carlinhos Cachoeira, Andressa Mendonça, ao juiz Alderico Rocha Souza. A senadora Kátia Abreu (PSD-TO), que teria sido citada na conversa, desafiou Andressa a provar que a parlamentar pediu dinheiro ao contraventor.

“Gostaria que ela mostrasse as provas de que eu estive com o Cachoeira e pedi dinheiro para esse contraventor, esse chefe de bando”, disse. Kátia também minimizou a afirmação, que teria sido feita por Andressa, de que existem fotos da senadora com o juiz: “Prefiro mil vezes aparecer numa foto ao lado de um juiz a aparecer ao lado de um contraventor”.

Por causa do achaque, Andressa foi proibida de visitar o marido e teve de pagar 100 000 reais de fiança para não ser presa. A mulher de Cachoeira tem depoimento marcado na CPI nesta terça-feira, mas deve ficar calada. Esta é a primeira sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito após o recesso de julho. Além de Andressa, a CPI tentará ouvir Joaquim Gomes Thomé Neto, araponga da quadrilha. Ele também deve ficar calado.

Parlamentares voltaram a questionar o presidente da CPI, senador Vital do Rêgo Filho (PMDB-PB), sobre a insuficiência do material remetido pela Polícia Federal (PF) à comissão. Deputados e senadores se queixam de que nem todas as provas foram encaminhadas. Vital decidiu criar um grupo de trabalho para ir à PF e buscar informações sobre os documentos em poder dos investigadores.