Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

CPI do Cachoeira ouve ex-presidente do Detran-GO

Gravações da PF indicam que Edivaldo de Paula beneficiou contraventor. Sócia de empresa de fachada, Rosely Pantoja também será ouvida pela comissão

A CPI do Cachoeira ouvirá nesta quarta-feira os depoimentos do ex-presidente do Detran de Goiás Edivaldo Cardoso de Paula e da empresária Rosely Pantoja. Ela é sócia da Alberto & Pantoja Construções, apontada pela Polícia Federal como empresa de fachada no esquema gerenciado por Carlinhos Cachoeira. Já Edivaldo aparece em gravações da Polícia Federal que indicam que ele articulou repasse irregular de verbas do governo de Goiás para empresas do contraventor.

LEIA TAMBÉM:

A farsa de Cachoeira para tentar sair da prisão

Rede de escândalos: o caso Cachoeira

A reunião está marcada para as 10h15 e deve definir o tom das próximas audiências. Na semana passada, a CPI fracassou em ouvir a atual e a ex-mulher de Cachoeira, Andressa Mendonça e Andrea Aprígio, que, munidas de habeas corpus, não responderam aos questionamentos dos parlamentares.

Delta – Nesta terça, a CPI do Cachoeira agendou o depoimento do ex-presidente da construtora Delta, Fernando Cavendish, para o final de agosto. A previsão é que ele seja ouvido nos dias 28 ou 29, quando a comissão também tomará o depoimento do ex-diretor do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) Luiz Antonio Pagot. Os parlamentares também aprovaram requerimento para reconvocar Cachoeira na comissão.