Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Coordenador da Lava Jato em Curitiba assume diretoria da PF

Homem de confiança do ministro Sergio Moro, delegado Igor Romário de Paula será diretor de investigação e combate ao crime organizado

O delegado Igor Romário de Paula é o novo diretor de Investigação e Combate ao Crime Organizado (Dicor) da Polícia Federal. Comandante da equipe policial da força-tarefa da Operação Lava Jato, em Curitiba, sua nomeação ao posto de número 3 na hierarquia da corporação foi publicada na edição do Diário Oficial da União desta quinta-feira 17. A portaria de nomeação é assinada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

Igor é homem de confiança do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e um dos principais nomes da “República de Curitiba” que o ex-juiz da Lava Jato levou para o governo Jair Bolsonaro. O ex-chefe da Lava Jato assume o posto do delegado Elzio Vicente da Silva.

Em Curitiba, Igor Romário de Paula era delegado regional de Investigação e Combate ao Crime Organizado da Superintendência da PF no Paraná. Foi o coordenador das 57 fases da Lava Jato deflagradas até aqui e responsável pela integração entre a equipe que desarticulou o maior esquema de corrupção no governo federal, o escândalo envolvendo a Petrobras.

Sob seu comando, a Lava Jato montou um modelo de combate à corrupção que tem sido referendado por Moro. O ministro da Justiça quer ver replicado no País esse sistema de atuação em forças-tarefas, no qual PF, Receita Federal, Ministério Público Federal e técnicos do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) atuam em conjunto tanto em crimes do chamado “colarinho branco”, como corrupção e lavagem de dinheiro, como contra facções.