Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Conselho do MPF prorroga trabalhos da Lava Jato

Quatro integrantes da Procuradoria e mais dois reforços ficarão em Curitiba (PR) por mais um ano

O Conselho Superior do Ministério Público Federal (MPF), presidido pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, aprovou nesta terça-feira a prorrogação do prazo de deslocamento de integrantes da Operação Lava Jato. Eles não atuam originalmente em Curitiba – sede das investigações – mas deverão permanecer na cidade por mais um ano.

O Conselho também autorizou que os quatro integrantes do MP responsáveis pelas investigações ganhassem mais dois reforços: os procuradores Laura Gonçalves Tessler e Julio Carlos Motta Noronha. Criada em abril de 2014, a força-tarefa da Lava Jato no Paraná atua perante a Justiça Federal de Curitiba e é coordenada pelo procurador Deltan Dallagnol.

Ararath – Também foi autorizada a prorrogação, por mais 90 dias, dos trabalhos do que investiga a Operação Ararath – responsável por apurar suposto esquema de lavagem de dinheiro e desvio de recursos públicos no Estado do Mato Grosso.

Leia também:

Lava Jato: PF aponta crime de corrupção do presidente da CCJ da Câmara

(Com Estadão Conteúdo)