Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Comissão da Câmara rejeita convocação de Mercadante

Base derruba pedido apresentado por tucano e partido irá a outras comissões

Por Gabriel Castro - 29 jun 2011, 11h47

A base aliada conseguiu, nesta quarta-feira, barrar a convocação do ministro de Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, a uma comissão da Câmara para explicar seu envolvimento no escândalo do dossiê dos aloprados. Por 14 votos a dois, o requerimento de convocação à Comissão de Fiscalização Financeira e Controle do petista foi rejeitado.

“Essa não foi uma iniciativa da oposição. Essas denúncias foram apresentadas por um prócere do PT, uma pessoa que está sendo preservada, chamada Expedito Veloso”, afirmou o deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP), autor do requerimento rejeitado. Macris é autor ainda de outro requerimento, desta vez pedindo explicações de Veloso, o aloprado que acabou por revelar a participação de Mercadante no episódio. O pedido ainda não foi aprecisado pela comissão.

Também nesta quarta-feira, a Comissão de Ciência e Tecnologia pode votar outro requerimento de convocação de Mercadante. Para a oposição, o próximo passo é investir nas tentativas de trazer ao Congresso a ex-senadora Serys Slhessarenko e a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti. A primeira, que foi expulsa do PT recentemente, demonstra disposição em falar. A segunda é objeto de blindagem da base aliada.

Publicidade