Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Com avião retido no ar, Dilma não assiste a juramento de Macri

Presidente chegou atrasada a Buenos Aires depois de esperar mais de meia hora por autorização para pouso. Ela seguiu diretamente para Casa Rosada

Por Da Redação 10 dez 2015, 15h20

A presidente Dilma Rousseff não chegou a Buenos Aires a tempo de assistir ao juramento e discurso de posse do novo presidente da Argentina, Maurício Macri. Dilma saiu de Brasília apenas por volta das 9h30 desta quinta-feira, embora o horário previsto de embarque inicialmente fosse 9 horas. Seu plano era chegar às 11h15 a Buenos Aires e regressar às 15h45.

A presidente chegou somente às 13 horas (horário de Brasília), quando Macri já encerrava seu discurso no Congresso Nacional argentino. Um dos motivos de atraso é que o avião presidencial precisou aguardar autorização para pouso por cerca de meia hora em Buenos Aires – o avião da presidente não recebeu autorização para a zona de exclusão aérea, o que facilitaria a aterrisagem.

O decreto de liberação deveria ter sido assinado pelo ministro argentino das Relações Exteriores, o que não foi feito. O Itamaraty relacionou a conturbada transição argentina ao episódio. Com isso, Dilma seguiu direto para a cerimônia na Casa Rosada, onde o presidente argentino recebeu os cumprimentos dos chefes de Estado.

Macri assumiu a presidência argentina às 11h45. Sob boicote da maior parte da bancada kirchnerista, ele fez o juramento diante do Congresso. O presidente exercerá o mandato até 2019.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade