Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

CNI/Ibope: Mais ricos estão mais otimistas com futuro do Brasil

74% de quem ganha mais de cinco salários mínimos têm expectativas positivas; entre os mais pobres, este porcentual é de 51%

A expectativa em relação ao futuro do país é de “otimismo” ou “muito otimismo” para 63% da população, enquanto 26% se dizem “pessimistas” ou “muito pessimistas”, segundo pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (13%). O levantamento foi contratado pela Confederação Nacional da Indústria.

A diferença, entretanto, aumenta conforme a renda dos entrevistados. Sem que fosse mencionado o ano de 2019 ou o início do governo de Jair Bolsonaro (PSL), 74% de quem ganha mais de cinco salários mínimos (4.770 reais) dizem estar “muito otimistas” ou “otimistas” em relação ao futuro. Os “muito pessimistas” ou “pessimistas” são 20% neste grupo.

Na outra ponta da estratificação econômica, a expectativa positiva diminui entre quem ganha até um salário mínimo (954 reais): 51% se dizem “muito otimistas” ou “otimistas”. Já 36% afirmam estar “muito pessimistas” ou “pessimistas” em relação ao futuro.

A maioria dos entrevistados também está otimista em relação ao ano de 2019. Questionados sobre o que esperam em relação à situação econômica do país a partir do ano que vem, 66% afirmaram que ela irá melhorar ou melhorar muito; 19% acham que vai ficar igual; 11% responderam que vai piorar ou piorar muito; e 5% não sabem ou não responderam.

O levantamento foi contratado pela Confederação Nacional da Indústria e ouviu 2 mil pessoas em 127 municípios entre 29 de novembro e 2 de dezembro. A margem de erro é de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Jose Maria Vidal

    Foi o que aconteceu no governo petista: o petismo se aproximou de banqueiros e empreiteiros e os ricos se deram bem.

    Curtir