Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Cinco mensaleiros apresentam novos recursos ao STF

Condenados questionam decisões dos embargos de declaração. Superada essa etapa, corte abrirá prazo para apresentação de infringentes

Por Da Redação - 15 out 2013, 22h51

O Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu recursos de cinco réus condenados no processo do mensalão que tiveram rejeitados seus embargos declaratórios.

O prazo para a apresentação desses recursos se encerrou às 22 horas desta terça-feira. Na lista dos réus que contestaram o posicionamento da corte estão o deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP), os ex-deputados Pedro Corrêa, José Borba e Bispo Rodrigues e o ex-tesoureiro do antigo PL Jaconinto Lamas.

Agora, o relator Joaquim Barbosa vai analisar os recursos e preparar seu voto sobre cada um deles. Depois disso, as contestações serão debatidas em plenário.

Leia mais:

Publicidade

Saiba como os embargos infringentes podem beneficiar os réus

Confira as penas de cada um dos réus

Os embargos declaratórios são um mecanismo que permite ao réu apontar possíveis contradições e omissões no acórdão do julgamento. No caso do mensalão, as principais penas não se alteraram. Agora, os réus podem questionar o voto dos ministros na análise destes embargos.

Passada esta etapa, o tribunal vai abrir prazo de 30 dias para a apresentação dos embargos infringentes, que podem reduzir a pena de doze réus. Os infringentes, permitidos apenas aos condenados que obtiveram ao menos quatro votos a seu favor no plenário do tribunal, são a última chance de os mensaleiros escaparem da cadeia.

Publicidade

Também nesta terça, Vinícius Samarane, que foi executivo do Banco Rural, se antecipou e apresentou embarfos infringentes ao STF.

Publicidade