Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

‘Campos sofreu mais resistência do que Barbosa’, diz presidente do PSB

Carlos Siqueira se esforça para convencer ex-ministro do Supremo a ser candidato nas eleições 2018

Por Estadão Conteúdo
Atualizado em 20 abr 2018, 14h28 - Publicado em 20 abr 2018, 13h43

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, minimizou na manhã desta sexta-feira, em entrevista à Rádio Eldorado, as resistências dentro do próprio partido para a consolidação da provável candidatura do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa à Presidência da República nessas eleições.

“A candidatura Eduardo Campos (presidenciável da sigla nas eleições de 2014, morto em acidente aéreo em plena campanha) teve mais resistência no PSB do que Joaquim Barbosa. Construímos a candidatura Eduardo Campos com muita dificuldade, não foi fácil”, disse Siqueira, emendando que “Joaquim Barbosa teve excelente receptividade no partido”.

Ele lembrou que, que na ocasião em que Campos foi o candidato ao Palácio do Planalto, a sigla perdeu nomes como o de Ciro Gomes, que migrou para o PDT e também é pré-candidato nas eleições de 2018.

Na entrevista, o presidente do PSB demonstrou otimismo com uma candidatura do ex-presidente do Supremo ao Palácio do Planalto. “Acredito muito nessa hipótese. Não estou pessimista com relação à candidatura de Joaquim Barbosa, temos de ter tempo para discutir uma candidatura presidencial”, frisou, argumentando que a sigla não tem pressa e que não pretende apresentar um candidato só porque ele tem boa pontuação nas pesquisas de intenção de voto.

Carlos Siqueira destacou ainda que a sigla não pretende impor nenhum programa a Barbosa, mas construir as propostas em “conjunto”. E que a cautela em anunciar o nome do presidenciável da sigla reflete justamente a responsabilidade com os compromissos que ele poderá assumir. “Queremos apresentar um candidato que possa renovar o Brasil”, disse. Siqueira reiterou acreditar num consenso para viabilizar a candidatura do ex-ministro do STF.

Sobre as discussões de uma eventual coligação com a presidenciável da Rede, Marina Silva, o presidente do PSB disse que isso não está em pauta neste momento. “Não discutimos composição com Marina Silva, ela tem a candidatura dela e nós teremos a nossa. Claro que aceitaremos alianças, mas ainda não estamos discutindo isso agora.”

Continua após a publicidade

Herdeiro

João Campos Filho, filho do ex-governador Eduardo Campos, afirmou que não há nenhum veto do PSB de Pernambuco à candidatura de Joaquim Barbosa. Pré-candidato a deputado federal, ele integra a direção do diretório pernambucano e foi chefe de gabinete do governador Paulo Câmara.

Ainda sobre a provável candidatura de Joaquim Barbosa por seu partido, João Campos disse que há interesse no diálogo com o ex-presidente do Supremo. “Conversamos com diversas frentes de esquerda. Qualquer aliança nacional deve estar alinhada com as causas e diretrizes que defendemos. Se ele (Barbosa) se enquadrar nisso, o PSB pode apoiá-lo”, emendou.

Além da falar sobre Joaquim Barbosa, Campos elogiou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Operação Lava Jato, que está preso na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, e criticou o que classifica de “seletividade da Justiça”. “O povo do Nordeste reconhece o presidente Lula por tudo que ele fez. Como brasileiro, como jovem, espero que a Justiça não seja seletiva”, disse, pontuando que “a Justiça não pode ser célere só com alguns”.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.