Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Câmara suspende pagamento de salário e benefícios a Maluf

Deputado está preso desde quarta-feira e vai cumprir a pena de 7 anos, 9 meses e 10 dias no presídio da Papuda, em Brasília

A assessoria da Presidência da Câmara dos Deputados mandou suspender o pagamento de salários e benefícios dos deputados federais Paulo Maluf (PP-SP) e Celso Jacob (PMDB-RJ) — ambos presos.

Maluf foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em maio a 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão. Ele se entregou à Polícia Federal na quarta, depois de o ministro Edson Fachin ter determinado que o parlamentar cumprisse imediatamente a pena em regime fechado. Jacob está preso desde junho. O deputado foi condenado em 2006 por falsificação de documento e dispensa irregular de licitação quando era prefeito de Três Rios (RJ).

Com a decisão, os deputados deixam de ter os gabinetes e todos os seus assessores vão ser exonerados.

Atualmente, o salário líquido dos deputados é de 33,7 mil reais. Em novembro, segundo informações do site da Câmara, Maluf recebeu 19,3 mil reais a título de salário, já com descontos da contribuição previdenciária e imposto de renda, mais 18,1 mil reais de cota parlamentar — verba usada para o exercício do mandato. A cota é usada, por exemplo, para despesas como passagens aéreas, telefonia, alimentação, gastos com gabinetes, entre outros.

No mês passado, Jacob recebeu 23,6 mil reais de salário, além de 108,35 reais de cota parlamentar.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Fernando Mello

    Ok…mas e a aposentadoria do Dirceu? Não seria tão imoral como?

    Curtir