Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Câmara instala comissão para discutir reforma política

Grupo é composto por 40 parlamentares e terá até seis meses para apresentar proposta de consenso. Paulo Maluf (PP-SP) e Luiza Erundina (PSB-SP) estão entre os integrantes

Por Gabriel Castro 1 mar 2011, 16h03

A exemplo do que o Senado havia feito na última semana, a Câmara dos Deputados instalou nesta terça-feira uma comissão para discutir a reforma política. O grupo será composto por 40 parlamentares e terá 180 dias para apresentar uma proposta consolidada, bem mais do que os 45 dias da casa vizinha.

O grupo de trabalho deve ser presidido por Almeida Lima (PMDB-PR). O relator da comissão deve ser Henrique Fontana (PT-RS). Os nomes ainda dependem do aval da comissão, que volta a se reunir nesta quarta-feira. Entre os integrantes do grupo, estão Paulo Maluf (PP-SP), Newton Cardoso (PMDB-MG), Luiza Erundina (PSB-SP) e Eduardo Azeredo (PSDB-MG).

O presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), afirmou nesta terça-feira estar otimista quanto aos andamentos dos trabalhos e descartou a hipótese de um desacerto entre deputados e senadores na discussão do tema. “Nós estamos desde o início trabalhando conjuntamente. A intenção não é criar disputa entre Câmara e Senado, pelo contrário”, disse. Ele declarou ainda que a comissão terá prioridade e que o objetivo é encerrar os trabalhos antes dos 180 dias de prazo máximo.

A sessão inaugural desta terça-feira foi comandada por Maia. Também compareceram o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), o vice-presidente da República, Michel Temer, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Ricardo Lewandowski, o vice-presidente do Supremo Tribunal Federal, Carlos Ayres Britto e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo

Continua após a publicidade
Publicidade