Clique e assine com até 92% de desconto

Bolsonaro visita o Amapá após 19 dias de apagão elétrico

O presidente estava acompanhado de Davi Alcolumbre e anunciou medida provisória para isentar o estado do pagamento de energia retroativo a 30 dias

Por Felipe Branco Cruz 21 nov 2020, 19h53

O presidente Jair Bolsonaro, após 19 dias de apagão elétrico no Amapá, finalmente visitou Macapá, capital do estado, neste sábado, 21. Bolsonaro afirmou que o apagão estava sendo tratado pelo Ministério de Minas e Energia desde 3 de novembro, quando foi criado um gabinete de crise. O presidente destacou ainda a atuação das Forças Armadas no transporte de geradores para suprir a energia de forma emergencial. O retorno do presidente da República a Brasília está previsto para o final da tarde de sábado.

O presidente deverá assinar uma medida provisória para isentar o estado do pagamento de energia retroativo a 30 dias. A visita ocorreu a convite do presidente do Senado, Davi Alcolumbre e juntos eles inspecionaram as usinas termelétricas e as subestações Santana e Santa Rita, ambas em Macapá. Os geradores termelétricos deverão começar a fornecer energia para as duas subestações ainda neste sábado.

“Isso que demoraria por volta de 90 dias para ser restabelecido, mesmo não sendo uma atribuição federal, nós mergulhamos, em especial pelo pedido do nosso presidente do Congresso Nacional [e do Senado], Davi Alcolumbre, e hoje em dia podemos dizer que estamos nos aproximando dos 100%”, disse o presidente da República.

Além de causar transtornos aos moradores e prejuízos, o apagão adiou também as eleições municipais em Macapá. O estado deverá decretar estado de calamidade pública, o que viabiliza verbas federais para antecipação de pagamentos de seguro desemprego, Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e demais verbas previdenciárias para a população.

*Com informações da Agência Brasil

Continua após a publicidade
Publicidade