Clique e assine a partir de 9,90/mês

Bolsonaro vai acompanhar apuração com a família e lideranças do PSL

O deputado Onyx Lorenzoni, o general Heleno Augusto e o senador Magno Malta chegaram à residência do candidato do PSL por volta das 17h

Por Luisa Bustamante - 28 Oct 2018, 18h44

Candidato a presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro vai acompanhar a apuração das urnas em casa, ao lado da família e de lideranças do partido. Ao final da contagem dos votos, está previsto um pronunciamento a ser transmitido pelas TVs Globo e Record. Os primeiros números da disputa serão conhecidos a partir das 19h.

Por volta das 17h, chegaram ao condomínio do candidato, na Barra da Tijuca, o deputado federal Onyx Lorenzoni, cotado para ser seu ministro da Casa Civil, o general Augusto Heleno, o senador Magno Malta e o presidente da Uniao Democrática Ruralista, Nabhan Garcia.

Os expoentes de Bolsonaro chegaram a pé ao condomínio do candidato e foram assediados pelos apoiadores que se concentram na portaria. General da reserva, Heleno se mostrou otimista com os resultados. “O clima é bom, mas vamos esperar”, disse. Um pouco antes, o presidente do PSL e braço direito de Bolsonaro, Gustavo Bebianno, deixou o local para acompanhar a apuração em um hotel nas proximidades da casa do capitão da reserva.

Na porta do condomínio, em frente à praia da Barra, uma multidão se concentra cantando o Hino Nacional e comemorando uma eventual vitória de Bolsonaro com bandeiras do Brasil em punho. Homens, mulheres e crianças também gritam palavras de ordem contra o PT e fazem o gesto de arma com as mãos, assinatura do candidato pesselista durante a campanha. Um dos apoiadores do capitão da reserva carrega uma réplica de um caixão com a sigla do PT inscrita.

Continua após a publicidade

A movimentação é acompanhada por aproximadamente trinta policiais militares que reforçam a segurança do local. Um helicóptero da PM também sobrevoa o local e é ovacionado pelos mais empolgados. Mais cedo, três carros com homens do BOPE entraram no local.

Publicidade