Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsonaro telefona a candidatos do Senado para desejar ‘boa sorte’

Presidente afirmou que procurou diplomaticamente fazer contato com todas as chapas

A equipe do presidente Jair Bolsonaro telefonou para os candidatos à presidência do Senado, na noite desta quinta-feira, 31 – véspera das eleições na Casa. Em seu Twitter, o presidente declarou que conversou com todos para desejar “boa sorte” no pleito.

Em outra postagem na rede social, ele afirmou que “qualquer tentativa de desvirtuar o papel institucional do Governo diante desses fatos [a ligação a todos os candidatos à presidência] é desprovida de boa fé e de profissionalismo”.

A declaração veio após a divulgação de sua ligação para Renan Calheiros (MDB-AL), saudando a vitória do senador alagoano pela vitória na bancada de seu partido

A reportagem da agência Estadão Conteúdo apurou que Bolsonaro ligou para Calheiros ao menos 55 minutos antes de conversar com os outros, às 20h20 de quinta-feira, e publicou uma nota a respeito. 

Na sequência, o presidente se manifestou no Twitter criticando a repercussão, às 21h38, e depois às 21h45.

As outras ligações foram relatadas ao longo da noite.

Segundo a assessoria de imprensa do senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), o democrata recebeu a ligação por volta das 21h15. Já o senador Angelo Coronel (PSD-BA) relatou ter recebido o telefonema depois da postagem de Bolsonaro no Twitter, sendo que a ligação caiu sem que ele conversasse com o presidente.

No mesmo minuto em que o tuíte criticando a “desvirtuação do papel do governo” entrava no ar, foi a vez do senador Alvaro Dias (Podemos-PR) ser contatado pelo presidente. Já a assessoria de imprensa do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) disse à reportagem que o contato de Bolsonaro aconteceu às 21h59.

O senador José Reguffe (Sem partido-DF) é outro que falou com o presidente da República somente depois da repercussão do caso. De acordo com o parlamentar, o contato aconteceu depois das 22h.

O senador Espiridião Amin (PP-SC), por sua vez, não quis confirmar se recebeu ou não o telefone de “boa sorte”. “Se tivesse ligado, eu jamais te diria porque eu tenho ética, os outros não têm. Qual caráter de alguém que diz que recebeu uma ligação de outra pessoa? Eu sei que Bolsonaro não gosta que fala muito de árabe, mas Amin significa ‘o homem de confiança’ em árabe”, afirmou.

A reportagem não conseguiu contato com o senador Major Olímpio (PSL-SP) para confirmar se ele recebeu a ligação do presidente.

(Com Estadão Conteúdo)