Bolsonaro revela que preferia ‘príncipe’ como vice

Presidente demonstrou seu arrependimento diante de deputados

Por Da Redação - Atualizado em 13 nov 2019, 17h56 - Publicado em 13 nov 2019, 09h35

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) revelou arrependimento de ter escolhido como vice o general Hamilton Mourão. A revelação foi feita nesta terça-feira, 13, no encontro com deputados do PSL em que anunciou sua saída da legenda e a criação um novo partido, o Aliança pelo Brasil. Em frente aos parlamentares, o presidente disse que deveria ter escolhido o “príncipe” Luiz Philippe de Orleans e Bragança, hoje deputado federal e herdeiro da família imperial que governou o Brasil até 1889, quando foi proclamada a República.

De acordo com o relato da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, Bolsonaro dirigiu-se a Bragança e disse: “Príncipe, estou te devendo eternamente”. Ele respondeu: “O que é isso. Deve nada, presidente!”. O presidente insistiu, comparado a situação a um casamento: “Devo sim. Você deveria ter sido meu vice, e não esse Mourão aí. Eu casei, casei errado. E agora não tem mais como voltar atrás”.

À jornalista, Bragança contou que Bolsonaro “reconheceu publicamente o que estava nos bastidores” e que não tem nenhum sentimento negativo por não ter sido escolhido para o posto. “Eu entendo que no mundo político há muitas artimanhas, conspirações”, afirmou. “O Bolsonaro não precisava de mim para ganhar a eleição. Precisava de alguém que fosse simplesmente leal. Na época, até fiquei aliviado porque ele me liberou para fazer outras coisas”, concluiu.

Mais tarde, em sua conta no Twitter, Bragança negou que Bolsonaro tenha citado o vice Hamilton Mourão em sua conversa com os deputados.

Publicidade

Publicidade