Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Bolsonaro recua e diz que vai a mais três debates na TV

Presidente do PSL afirmou nesta quinta-feira que não havia planos de participar de mais embates entre candidatos. Presidenciável vai a Gazeta, SBT e Globo

Por Da Redação Atualizado em 23 ago 2018, 16h51 - Publicado em 23 ago 2018, 14h48

Depois de o presidente do PSL, Gustavo Bebianno, afirmar que o candidato do partido à Presidência, Jair Bolsonaro, não participaria mais de debates na televisão, o presidenciável disse nesta quinta-feira, 23, em Araçatuba (SP), que irá a três debates já programados – TV Gazeta/Estadão, SBT/Folha e Rede Globo. Bolsonaro foi aos dois primeiros debates, na TV Bandeirantes e Rede TV!, e, segundo Bebianno, desaprovou o formato dos programas.

Jair Bolsonaro alega que os preparativos para as sabatinas tomam um tempo que ele prefere dedicar à campanha nas ruas. “Tem três debates na televisão que eu posso ir. Se eu for a todos que me convidam, eu não faço campanha e faltam só 40 dias”, explicou. A VEJA, Gustavo Bebianno explicou, no entanto, que Bolsonaro não pode ser dado como “confirmado” nesses três debates, uma vez que as definições serão feitas “de última hora” e privilegiando a agenda de viagens.

De cima de um coreto na Praça Rui Barbosa, na cidade paulista, Jair Bolsonaro apontou à reportagem o público de apoiadores que se comprimia à sua frente. “Outros políticos têm mais tempo porque não vêm aqui, e não vêm porque não tem essa recepção”, ironizou.

  • Nesta quinta-feira, Gustavo Bebianno declarou que “não há planejamento de ir a nenhum debate” e que exceções seriam analisadas “caso a caso”. A prioridade da campanha agora, segundo o presidente do PSL, são as viagens e o “contato direto com o povo”.

    “Nosso tempo é muito escasso. As viagens nossas são todas de avião de carreira e a equipe é muito pequena. Para nós, é melhor ter contato direto com o povo”, afirmou.

    Continua após a publicidade

    O motivo para a decisão teria sido o formato dos debates, que Jair Bolsonaro considera “engessado”, por limitar o tempo de perguntas e respostas. As regras dos encontros são aprovadas por todas as campanhas e o próprio Bolsonaro chegou a gravar um vídeo no qual prometeu ir a todos eles. “Ele nunca tinha participado de debates, nós não sabíamos como seria”, argumentou Bebianno.

    “Eles amarram os candidatos de uma forma que, no caso de Jair Bolsonaro, a espontaneidade e a combatividade, ser quem ele é, ali é impossível. Quem olha ali, vê um candidato como outro qualquer”, completou.

    A campanha do presidenciável defende debates ao estilo americano, em que os candidatos ficam frente a frente sem regras de tempo ou temas.

    Os candidatos à Presidência terão mais sete debates pela frente até o primeiro turno da disputa:

    27 de agosto, 18h40 – Jovem Pan e IFL
    9 de setembro, 19h30 – TV Gazeta e O Estado de S.Paulo
    18 de setembro, 10h – piauí e Poder360
    20 de setembro, 21h30 – TV Aparecida, TV Cultura e CNBB
    26 de setembro, 18h – SBT, UOL e Folha de S.Paulo
    30 de setembro, 22h – Record e R7
    4 de outubro, 21h30 – TV Globo

    (Com Estadão Conteúdo)

    Continua após a publicidade
    Publicidade