Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsonaro parabeniza Moraes por revogar censura a revista

Em transmissão ao vivo no Facebook, presidente diz que é 'melhor uma imprensa às vezes capengando' do que não haver imprensa, mas volta a atacar jornal

Depois de o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes revogar a censura que havia imposto à reportagem da revista Crusoé que relaciona o presidente do tribunal, ministro Dias Toffoli, à Odebrecht, o presidente Jair Bolsonaro parabenizou Moraes e afirmou que é “melhor uma imprensa às vezes capengando” do que não haver imprensa. Mais cedo nesta quinta-feira, 18, Bolsonaro, que costuma criticar veículos de informação quando reportagens lhe desagradam, já havia afirmado que a imprensa é essencial à “chama da democracia”.

“Parece que foi revogada… O próprio ministro Alexandre de Moraes revogou aquela ação dele daquele inquérito que foi aberto para investigar pessoas que por ventura estivessem fazendo fake news e aquela matéria na revista Crusoé sobre o presidente do Supremo. Se for verdade isso, parece que é verdade, parabéns aí ao Alexandre de Moraes”, declarou o presidente em uma transmissão ao vivo no Facebook, na qual apareceu trajando uma camisa da seleção brasileira.

Ainda na transmissão, Jair Bolsonaro afirmou que há “percalços” em sua relação com a mídia, mas que “devemos nos entender para que a chama da democracia não se apague”.

“A imprensa é importante, ninguém duvida disso, as mídias sociais também são importantes. Eu falei que, em que pese alguns percalços, devemos nos entender para que a chama da democracia não se apague. Ou melhor, a imprensa funcionando, mesmo com alguns percalços, é importante. É aquela velha história: melhor uma imprensa às vezes capengando do que sem ter imprensa”, declarou.

Bolsonaro disse ainda que quer “conversar” com a imprensa e usou a figura de linguagem do namoro, tão frequente em seu discurso, ao se referir à relação com os veículos de informação.

“O que é importante é que tenhamos boas imagens, boas escritas, bons áudios, bons vídeos, verdadeiros acima de tudo, que nós podemos juntos botar o Brasil no lugar que ele merece. Então, imprensa brasileira, ‘tamo junto’ hein, pode ter certeza que esse namoro, esse braço estendido aqui estará sempre à disposição”, completou.

Apesar das declarações, Jair Bolsonaro atacou uma reportagem publicada pelo portal UOL e o site do jornal Folha de S. Paulo segundo a qual o governo aumentou em 63% os gastos com publicidade no primeiro semestre de 2019, em comparação com o mesmo período de 2018. O presidente, que já classificou o jornal como “toda a fonte do mal” na imprensa, disse que o levantamento é “mais uma mentira”.