Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsonaro: ‘Não tem outro caminho a não ser privatizar os Correios’

Em entrevista exclusiva a VEJA, presidente afirma já ter dado o "sinal verde" para a privatização, que vê como irreversível porque “o PT destruiu a empresa”

Em entrevista exclusiva a VEJA, de duas horas, o presidente Jair Bolsonaro falou com o diretor de redação, Mauricio Lima, e o redator-chefe Policarpo Junior sobre as reformas propostas por seu governo, a possibilidade de reeleição, os filhos, o amigo enrolado Fabrício Queiroz, o guru Olavo de Carvalho, as trapalhadas de ministros, Lula, o PT, sabotagens, tuitadas e o atentado que sofreu durante a campanha, tema que, ao ser invocado, mudou completamente o ritmo da conversa, a fisionomia e o humor do presidente.

Em uma das respostas, declarou que já deu o “sinal verde” para a privatização dos Correios. Bolsonaro considera que os governos do PT destruíram a empresa e não há outra saída. Mais: afirma que outras estatais terão o mesmo caminho.  

Leia um trecho da entrevista, que estará na edição de VEJA que começa a circular nesta sexta-feira, 31. Aqui, tenha acesso ao conteúdo completo, com toda as respostas do presidente. 

Aprovada a reforma da Previdência, o que o senhor vislumbra na sequência? Vamos partir para a reforma tributária e para as privatizações. Já dei sinal verde para privatizar os Correios. A orientação é que a gente explique por que é necessário privatizar. No caso dos Correios, o PT destruiu a empresa. A bandalheira era tão grande que o fundo de pensão dos funcionários, que hoje está quebrado, fez investimentos em papéis da Venezuela. Com que interesse? Pelo amor de Deus! Então, temos de mostrar à opinião pública que não tem outro caminho a não ser privatizar os Correios. Será assim com outras estatais. Há muitos cabides de emprego dentro do governo.

Assine agora o site para ler na íntegra esta reportagem e tenha acesso a todas as edições de VEJA:

Ou adquira a edição desta semana para iOS e Android.
Aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.


PODCAST FUNCIONÁRIO DA SEMANA

Ouça o episódio abaixo e os detalhes da trajetória de Sergio Moro, ministro da Justiça e Segurança Pública.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. João De Deus Vieira

    Parabéns aos dirigentes petistas desta empresa, conseguiram falir uma empresa que detinha o monopólio nacional de correspondências, demonstrando assim que além de serem incompetentes para roubar, ainda são incompetentes para administrar o que quer que seja, se irem administrar o deserto do Sahara, vai faltar areia!!!

    Curtir

  2. Geraldo Pereira

    Que venha logo essa tão almejada privatização. Os serviços prestados por essa estatal são os piores possíveis. A entrega de um simples livro da capital paulista ao interior do estado do Rio leva de 8 a 10 dias. Os PTralhas conseguiram falir uma empresa que sequer tem concorrente.

    Curtir

  3. André Liberdade de Expressão é meu direito CF Art Quinto

    Somente privatizar não resolve! Tem que privatizar e ABRIR O MERCADO para haja a competição! Somente na competição há a queda dos preços e o aumento da qualidade!

    Curtir

  4. Privatizar vai ser como a telefonia né? Depois que privatizou resolveu todos os problemas. Não seria mais fácil criar uma lei proibindo cargos políticos. Seria mais fácil do que colocar mais de 100 mil funcionários no desemprego.

    Curtir

  5. GDR, a privatização não é pra acabar com problemas, é pra passar esses problemas para a iniciativa privada. Empresas sempre vão ter “problemas”, isso é normal.

    Curtir