Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsonaro embarca para visita oficial a Israel neste sábado

Presidente pode assinar até quatro acordos de cooperação em áreas como defesa, serviços aéreos, saúde e ciência e tecnologia

O presidente da República Jair Bolsonaro embarca às 13h deste sábado, 30, para uma visita oficial de três dias a Israel. A viagem retribui a vinda ao Brasil do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, que prestigiou Bolsonaro durante a posse, em 1º de janeiro.

O voo, que tem duração prevista de 20 horas, deve chegar a Tel Aviv na manhã de domingo, 31, dia em que ocorre a reunião entre os dois líderes. Segundo a Presidência da República, Bolsonaro pode assinar até quatro acordos de cooperação com o governo israelense, em áreas como defesa, serviços aéreos, saúde e ciência e tecnologia.

Bolsonaro será acompanhado por uma comitiva formada pelos ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Bento Costa Lima (Minas e Energia), Marcos Pontes (Ciência, Tecnologia, Infomação e Comunicações), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), além do tenente-brigadeiro Raul Botelho, chefe do Estado-Maior conjunto das Forças Armadas, e do secretário da Pesca, Jorge Seif. O grupo ainda inclui os senadores Chico Rodrigues (DEM-RR), Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e Soraya Thronicke (PSL-MS) e a deputada federal Bia Kicis (PSL-DF).

Agenda

Bolsonaro e Netanyahu devem ter um encontro privado na tarde de domingo, seguido por uma cerimônia de assinatura de acordos de cooperação.

Durante a passagem no país, Bolsonaro presidirá uma cerimônia de condecoração da equipe de resgate de Israel que esteve em Brumadinho, após o rompimento da barragem da mineradora Vale. Os integrantes da Brigada de Busca e Salvamento do Comando da Frente Interna de Israel receberão do presidente a insígnia da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul, que é a maior distinção dada pelo governo brasileiro a estrangeiros que prestaram relevantes serviços ao país.

O presidente também fará uma visita ao Muro das Lamentações, tomará café da manhã com dirigentes de startups brasileiras e israelenses, visitará o Centro de Memória do Holocausto Yad Vashem e deverá participar de uma cerimônia de deposição de flores e visita ao Bosque das Nações, em Jerusalém, em homenagem a diplomatas brasileiros que ajudaram as vítimas do nazismo.

Bolsonaro retorna ao Brasil na quarta-feira, 3.

(Com Agência Brasil)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. ViP Berbigao

    Uma considerável parcela dos eleitores dele gostariam de saber qual benefício teremos com isso. Eles são uma potência em tecnologia e bélica, mas não se fala em transferência de conhecimento… se for puramente ideológico, estamos fritos. A China q é comunista é o maior parceiro comercial do EUA o berço do capitalismo… q espiral de doideira estamos?

    Curtir