Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Bolsonaro cancela readmissão de Santini na Casa Civil

Assessor demitido por usar avião da FAB em viagem havia ganhado um novo cargo na pasta; presidente também tirou PPI de Onyx

Por Da Redação Atualizado em 30 jan 2020, 15h39 - Publicado em 30 jan 2020, 07h52

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quinta-feira, 30, que o ex-número dois da Casa Civil, José Vicente Santini, não terá um novo cargo no alto escalão do governo federal. No Twitter, Bolsonaro escreveu pela manhã que tornaria “sem efeito a admissão do servidor Santini”. A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União nesta tarde. O presidente também decidiu exonerar Fernando Moura do cargo de secretário-executivo da pasta e nomear Antônio José Barreto de Araújo Júnior para assumir interinamente o posto.

A decisão de cancelar a nomeação de Santini acontece após a repercussão negativa que teve a recontratação do ex-secretário, que voou em um avião da Força Área Brasileira (FAB) à Índia. Apesar de o presidente ter considerado a atitude “inadmissível” e exonerado o assessor do posto de número dois da pasta, Santini ganhou o cargo de assessor especial da Secretaria Especial de Relacionamento Externo da Casa Civil logo depois de sua demissão.

Na rede social, o presidente também havia antecipado que exoneraria “o interino da Casa Civil”, sem especificar o nome. Fernando Moura havia assumido o cargo após a exoneração de Santini. Por fim, anunciou que passaria o Programa de Parceria de Investimentos (PPI) da Casa Civil para o Ministério da Economia, comandado por Paulo Guedes.

Ao comentar o caso, na terça-feira 28, Bolsonaro classificou a atitude de Santini como “completamente imoral” e que foi inadmissível a decisão de ter voado em um avião da FAB, podendo ter optado por um voo comercial. No dia seguinte, poucas horas depois da exoneração, foi publicado no Diário Oficial da União a nomeação de Santini para o novo cargo, que agora Bolsonaro diz que tornará sem efeito. 

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)