Clique e assine a partir de 9,90/mês

Bolsonaro aprova orçamento com fundo eleitoral de 2 bilhões de reais

O ministro-chefe da Secretaria-Geral da presidência Jorge Oliveira informou a decisão pelo Twitter na noite de sexta-feira

Por Da Redação - 18 jan 2020, 09h49

O presidente Jair Bolsonaro sancionou, sem vetos, a proposta orçamentária para 2020. O anúncio foi feito por Jorge Oliveira, o ministro-chefe da Secretaria-Geral da presidência, pelo Twitter. O texto aprovado será publicado no Diário Oficial da União na segunda-feira, 20.

O orçamento para o ano inclui o gasto de dois milhões de reais com o fundo eleitoral, o chamado “fundão”. para financiar campanhas eleitorais no pleito municipal de outubro. O valor foi aprovado pelo Congresso em dezembro do ano passado e Bolsonaro chegou a afirmar que não queria isso e a tendência era vetar a medida.

Continua após a publicidade

Utilizar dinheiro público para o fundo eleitoral foi uma medida aprovada em 2017, para evitar que as campanhas recebem doações de pessoas jurídicas e prevenir a corrupção e o “caixa 2” entre os políticos e empresas.

Outros pontos do texto falam sobre o aumento do salário mínimo para 1.031 reais mensais, uso do dinheiro para despesas com pessoal em 344 bilhões de reais e a previsão de déficit nas contas públicas em até 124 bilhões de reais.

O orçamento de 2020 prevê todas as receitas e despesas que o governo pode ter durante o ano. Todos os gastos públicos devem estar previstos no documento que o presidente Jair Bolsonaro aprovou nesta sexta-feira.

Publicidade