Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsonaro anuncia que vai substituir superintendente da PF no Rio

'Motivo: é questão de produtividade', disse o presidente. Sindicato afirmou que declaração atenta contra a autonomia do órgão

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciou nesta quinta-feira, 15, que vai substituir o superintendente da Polícia Federal (PF) no Rio de Janeiro, Ricardo Saadi. “Todos os ministérios são passíveis de mudança. Eu vou mudar, por exemplo, o superintendente da PF no Rio de Janeiro. Motivo: é questão de produtividade”, afirmou o presidente em entrevista na saída do Palácio da Alvorada.

Ao ser perguntado se há problemas na superintendência, Bolsonaro respondeu que tem problemas “em todas as áreas” no Brasil. “Eu não quero esperar acontecer o problema para encontrar uma solução”, declarou. “Nome (de substituto) eu ainda não tenho. Não vou entrar em detalhes. É sentimento. Eu tenho que aprofundar, eu tenho que resolver os problemas do Brasil todo.”

O presidente afirmou ainda que, em relação a qualquer cargo na administração, “se tiver que mudar, a gente muda”. “O único que levou facada e ralou quatro anos para chegar aqui fui eu. Ponto final. O povo confiou em mim o destino da nação. Eu tenho que decidir.”

Bolsonaro assegurou que, no momento, o secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, continua no cargo. “O Cintra, por enquanto, está muito bem”, disse o presidente quando questionado se o secretário sairia da função.

Sindicato protesta

Segundo informou a coluna Radar, o Sindicato dos Delegados de Polícia Federal de São Paulo (SINDPF-SP) divulgou uma nota de repúdio às declarações de Bolsonaro. “A escolha de superintendentes compete ao Diretor-Geral da Polícia Federal e a fala do presidente, mais que desrespeitosa, atenta contra a autonomia da Polícia Federal”, diz trecho do comunicado.