Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bebianno nega ligação com supostos candidatos ‘laranjas’ do PSL

O ministro, que comandou o partido nas eleições, declarou que contas atribuídas a ele no período foram aprovadas 'com perfeição' pelo TSE

O ministro da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno, se manifestou sobre a denúncia de que está envolvido com supostas candidaturas “laranjas” do PSL. O jornal Folha de S. Paulo divulgou, nas últimas semanas, acusações de que o partido destinou verbas milionárias do Fundo Partidário para candidaturas que tiveram votações insignificantes nas últimas eleições, em disputas por cargos legislativos em estados como Minas Gerais e Pernambuco.

Ao próprio jornal, Bebianno, que comandou interinamente a legenda entre janeiro e outubro de 2018, negou envolvimento com o suposto esquema:  “A minha parte está feita com perfeição. As contas foram aprovadas pelo TSE”, disse. Ele afirmou que não cabia ao diretório nacional acompanhar a escolha de candidatos e a distribuição de recursos, o que seria uma atribuição regional.

Mais cedo, o vice-presidente Hamilton Mourão também se pronunciou sobre o caso e reforçou que as suspeitas de desvios em diretórios regionais não devem atingir o governo de Jair Bolsonaro, que é filiado à legenda. “O presidente pertence ao PSL, mas isso não tem a ver com a campanha dele. Então é problema do partido, o partido que se explique”, disse.

O presidente Jair Bolsonaro está internado em São Paulo, com expectativa de alta em breve, se recuperando de cirurgia para a retirada da bolsa de colostomia que o acompanha desde a facada sofrida durante as eleições. Ele ainda não se manifestou oficialmente sobre as denúncias.