Clique e assine com 88% de desconto

Avião chega à Antártida para buscar corpos de brasileiros

Suboficial e sargento morreram em incêndio na base Comandante Ferraz

Por Gabriel Castro - 27 fev 2012, 14h43

Já está na região da Antártida o avião da Força Aérea que vai trazer ao Brasil o corpo dos dois militares da Marinha mortos no incêndio que atingiu a base brasileira no continente. O Hércules C-130, que saiu à meia-noite deste domingo do Rio de Janeiro pousou em Punta Arenas, no extremo sul do Chile, por volta das 9h30 no horário de Brasília. Às 12h20, a aeronave partiu para a base de Eduardo Frei, na Antártida, onde estão os corpos. Segundo a Força Aérea Brasileira (FAB), não há previsão de horário para o retorno da aeronave.

Outro avião da FAB já havia trazido ao Brasil 45 pessoas que estavam na base Comandante Ferraz, atingida pelas chamas. O voo chegou depois da 1h desta segunda-feira à Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro. Os peritos que vão investigar a causa do acidente já embarcaram para a Antártida. As chamas destruíram a maior parte da base brasileira.

Tragédia – O incêndio que ocorreu na madrugada do sábado teve início na casa de máquinas da base, na estação de pesquisa localizada na Baía Admiralty. Segundo pesquisadores que trabalhavam na estação, os militares mortos não conseguiram sair da casa de máquinas quando as chamas se alastraram. As vítimas são o suboficial Carlos Alberto Vieira Figueiredo e o sargento Roberto Lopes dos Santos. O sargento Luís Gomes Medeiros ficou ferido, mas não corre risco de vida.

Publicidade