Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Áudio sugere que Sérgio Cabral sabia da prisão

Em um trecho das gravações, os interlocutores comentam que o ex-governador soube que seria preso minutos antes da PF chegar em seu prédio

Interceptações telefônicas realizadas pela Polícia Federal e o Ministério Público mostram um diálogo entre uma mulher identificada como Fanny, que seria auxiliar da ex-primeira-dama do Rio Adriana Ancelmo, e o marido dela, identificado como Ricardo. Na conversa, a dupla sugere que o ex-governador Sérgio Cabral Filho (PMDB) já sabia da possibilidade de ser preso a qualquer momento. Além disso, na conversa, indicam a possibilidade de ocultação ou destruição de provas – envolvendo um colaborador chamado Rodrigo, possivelmente ligado à Secretaria da Saúde.

Leia também:

Veja também

Em um trecho das gravações, os interlocutores comentam que o ex-governador soube minutos antes que seria preso: “Aí o Laviola veio e falou com a Célia assim: ‘Olha, Polícia pode bater aqui a qualquer momento. No que ele saiu, a Polícia bateu'”. Os dois nomes citados na conversa entre a auxiliar e seu companheiro não foram identificadas pela Polícia Federal.

Cabral foi preso na 37ª fase da Operação Lava Jato, uma operação conjunta da Polícia Federal, com o Ministério Público Federal e a Receita Federal. Cabral é acusado de chefiar um esquema criminoso que movimentou mais de 220 milhões de reais em propinas a agentes estatais em obras executadas com recursos federais.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. estes terroristas tem sorte de neste país não ter pena de morte, pra crimes contra a nação. mas isto pode mudar depende de nós, temos que dar um futuro digno as nossas crianças.

    Curtir

  2. Napoleao Gomes

    No RJ nem a PF escapa da pilantragem!

    Curtir

  3. O povo não sabe votar,olha o Rio como está,Renan que deveria estar preso a muito tempo,ficam votando nestes bandidos com poucas exceções,em filhos de políticos velhos que já meteram a mão,enquanto votarem nestes que estão ai o Brasil não vai melhorar nunca.familia Sarney,Color e tantos outros

    Curtir