Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Atraso na compra da Pfizer também deixou prejuízo financeiro

Líder do Cidadania, senador Alessandro Vieira (SE) calculou 3.000 vidas perdidas em função do atraso nas compras das vacinas da Pfizer

Por Hugo Marques Atualizado em 15 Maio 2021, 11h06 - Publicado em 15 Maio 2021, 10h14

Durante o depoimento do representante da Pfizer na América Latina, Carlos Murillo, à CPI da Pandemia, na última quinta-feira, o líder do Cidadania, senador Alessandro Vieira (SE), afirmou que o país poderia ter salvado 3 mil vidas no início desse ano, caso o governo Bolsonaro tivesse fechado o contrato para a compra da vacina da empresa americana.

“O contrato aponta para 4,5 milhões de doses. Na menor contabilidade, foram 3 mil vidas que poderiam ter sido salvas e não foram por omissão deliberada pelo governo”, disse o senador Alessandro. Ele fez o cálculo com base nos parâmetros do Departamento de Saúde Pública do Reino Unido.

As 4,5 milhões de doses às quais o senador se refere foram ofertadas ao governo brasileiro pela Pfizer em 26 de agosto do ano passado. Era a terceira proposta de venda de vacinas pela empresa americana ao país, com entregas de 1,5 milhão de doses em 2020 e mais 3 milhões de doses no primeiro trimestres de 2021.

Além de milhares de vidas perdidas, o país poderia ter economizado milhões de dólares, caso tivesse fechado o contrato antecipadamente com a Pfizer. A empresa ofereceu  ao Brasil a venda de até 70 milhões de doses de vacinas a partir de agosto do ano passado.

O ex-secretário de Comunicação da Presidência da República, Fábio Wajngarten, disse a VEJA que a Pfizer aceitava entregar as vacinas por até 9,30 dólares a dose (48,91 reais), o que daria um total de 651 milhões de dólares (3,424 bilhões de reais). Caso o negócio tivesse sido fechado, o país economizaria 49 milhões de dólares (257,7 milhões de reais), já que as ofertas seguintes foram de 10 dólares a dose.

Mesmo que o cálculo ficasse restrito às 4,5 milhões de doses oferecidas no dia 26 de agosto, a economia também seria expressiva. O preço final cairia de 45 milhões de dólares (236,7 milhões de reais), para 41,85 milhões de dólares (220,13 milhões de reais), o que representaria uma economia de 3,19 milhões de dólares (16,7 milhões de reais).

Continua após a publicidade
Publicidade