Clique e assine a partir de 9,90/mês

Atônito, PT faz reuniões de emergência com advogados e aliados

Por Da Redação - 2 dez 2015, 21h11

A decisão do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de despachar favoravelmente à abertura de um processo de impeachment da presidente da República, Dilma Rousseff, deixou atônitos integrantes da bancada petista na Casa. Sem uma defesa jurídica pronta, deputados da base governista vão ao Supremo Tribunal Federal questionar a ausência de um rito definido em lei para o processo de afastamento. O deputado Wadih Damous (PR-RJ), ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil fluminense, se reunirá com um time de advogados nesta quinta-feira. Em paralelo, o líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE), disse que vai convocar uma reunião com a base no Palácio do Planalto. (Felipe Frazão, de Brasília)

Publicidade