Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Assessor confirma que recebeu dossiê contra Yoani

Após a reunião clandestina na embaixada cubana, Ricardo Poppi embarcou em viagem oficial para participar de debates na ilha dos irmãos Castro

O coordenador-geral de Novas Mídias da Secretaria-Geral da Presidência da República, Ricardo Poppi Martins, confirmou ao prestar esclarecimentos aos seus superiores no Palácio do Planalto ter recebido do corpo diplomático cubano um dossiê com informações sobre a blogueira cubana Yoani Sánchez. O CD chegou às mãos do assessor da Presidência durante uma reunião clandestina na embaixada de Cuba em que foi discutido um plano para espionar e constranger a blogueira, conforme revelou VEJA.

No dia 6 de fevereiro, o conselheiro político da embaixada de Cuba em Brasília, Rafael Hidalgo, convocou militantes do PT, do PCdoB e integrantes da CUT para participarem de uma operação de desqualificação de Yoani, que está no Brasil para o lançamento do seu livro. O CD distribuído reunia informações distorcidas e afirmava que, por beber cerveja, comer banana e frequentar a praia, Yoani Sánchez levava uma vida de luxo na ditadura dos irmãos Castro.

Subordinado ao ministro-chefe da Secretaria-Geral, Gilberto Carvalho, Poppi disse aos seus superiores que no encontro foi debatida “a política migratória de Cuba e a vinda da blogueira Yoani Sánchez ao Brasil”. Oficialmente, Poppi alegou, na apuração interna do governo, que não utilizou as informações do dossiê.

Logo após ter participado da reunião na embaixada, o assessor embarcou em viagem oficial para a ilha. Segundo levantamento da ONG Contas Abertas, ele recebeu 5 095,10 por oito diárias internacionais, embora o evento tivesse duração de apenas três dias. Embora o acesso à internet na ditadura cubana seja monitorado, impedindo a livre manifestação da população, o funcionário do governo brasileiro recebeu recursos para fazer parte dos debates sobre “redes sociais e meios alternativos, novos cenários da comunicação política no âmbito digital”. Em 2012, em outras viagens oficiais, Poppi já havia recebido 14 047,02 reais em diárias.

Explicações – No Congresso Nacional, parlamentares de partidos de oposição cobram explicações do ministro Gilberto Carvalho e do ministro de Relações Exteriores, Antonio Patriota, sobre a participação de funcionários do governo e de representantes do corpo diplomático no processo de destruição da imagem da blogueira. Também há um convite para que o embaixador cubano Carlos Zamora Rodríguez apresente esclarecimentos.

Na noite desta segunda-feira, militantes de grupos ligados ao PT, PC do B e ao movimento estudantil baiano conseguiram impedir a exibição do documentário Conexão Cuba-Honduras, que tem a participação da blogueira cubana. Eles cercaram um auditório em Feira de Santana (BA) e não permitiram a divulgação do filme, que trata exatamente da falta de liberdade de expressão nos dois países da América Central.

Leia mais no blog de Reinaldo Azevedo:

Dilma, chame a Polícia Federal e impeça a selvageria fascistoide contra Yoani

O homem do ministro Gilberto Carvalho na tramoia cubana contra Yoani

Embaixador cubano promove conspirata com petistas para difamar dissidente