Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Assembleia de SP afasta deputado acusado de assédio sexual por 180 dias

Por unanimidade, Fernando Cury (Cidadania) foi suspenso do cargo; é a primeira vez que uma casa legislativa pune caso de assédio contra uma mulher no país

Por Da Redação 1 abr 2021, 21h17

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou nesta quinta-feira, 1, com 86 votos a favor e nenhum contra, o afastamento por 180 dias do deputado Fernando Cury (Cidadania), punido por assédio sexual contra a colega Isa Penna (PSOL).

A pena foi ampliada após acordo costurado de última hora com as lideranças partidárias. Inicialmente, seria uma suspensão de 119 dias. Fernando Cury não estava presente na sessão.

Cury foi flagrado apalpando o seio de Isa Penna no plenário da Alesp no dia 16 de dezembro. Com a decisão, o parlamentar ficará sem salário por seis meses e seu gabinete, sem verba. A partir de agora, a Assembleia deve convocar o suplente do deputado, Padre Afonso Lobato (PV), que assume o cargo e poderá exonerar os servidores do gabinete do deputado.

É a primeira vez que uma casa legislativa no país dá uma punição para um caso de assédio contra uma mulher.

Continua após a publicidade
Publicidade