Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Arquiteto João Otávio, filho de Leonel Brizola, morre aos 64 anos

Ele lutava contra um câncer de pele; no ano passado, lançou um livro biográfico para tratar da relação que manteve com o pai

Por Da Redação 24 jul 2017, 19h30

O arquiteto João Otávio Brizola, filho do ex-governador do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul Leonel Brizola (1922 – 2004), morreu aos 64 anos na noite de sábado. Ele estava internado em São Paulo para tratar de um melanoma (câncer de pele). O velório e a cerimônia de cremação ocorreram no domingo.

João Otávio era o último filho vivo de Brizola. Neusinha morreu aos 56 anos, em 2011, enquanto o ex-deputado José Vicente morreu aos 61 anos, em 2012. Todos eram sobrinhos de João Goulart – Brizola era casado com Neuza Goulart, irmã do ex-presidente da República.

A deputada estadual Juliana Brizola (PDT-RS), sobrinha de João Otávio, emitiu nota para prestar homenagem ao tio. “Neste momento de dor, pedimos a Deus que encha seu caminho de luz e paz. Somos todos muito gratos pelo tempo que pudemos conviver com ele. Será sempre lembrado por nós com muito carinho.”

João Otávio era considerado o filho mais próximo a Leonel Brizola, terceiro colocado nas eleições de 1989 para a Presidência da República. A relação resultou no livro Minha Vida Com Meu Pai, Leonel Brizola (Editora Planeta, 288 páginas, R$ 41,90), lançado no ano passado pelo arquiteto.

O livro tem caráter biográfico e trata de episódios marcantes na vida do pai político, como a atuação contra o golpe militar de 1964 e os quinze anos da família no exílio. João Otávio também aborda a iniciativa de Brizola de criar o PDT, a tentativa do pai de ser presidente e a relação conflituosa com a família Marinho, proprietária do Grupo Globo.

Continua após a publicidade

Publicidade