Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Aracaju: empreiteiro doa R$ 100.000 à campanha de prefeito

Construtora Celi, cujo dono doou ao candidato do DEM, mantém contratos com a prefeitura

Candidato à reeleição, o prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), recebeu até agora 1.130.850,00 reais em doações eleitorais declaradas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A maior parcela desse total partiu da direção nacional do partido: 1 milhão de reais. E 100.000 do empresário Luciano Franco Barreto, dono da construtora Celi, que possui contratos com a prefeitura da capital de Sergipe.

A Construtora Celi presta serviços para a prefeitura por meio da Celi Terraplanagem e Pavimentação. As construções do Complexo Viário Governador Marcelo Déda e do Viaduto Hugo Costa, em 2013, ficaram a cargo da empreiteira e foram orçadas em mais de 34,5 milhões de reais.

LEIA TAMBÉM:
Aracaju: a campanha dos velhos conhecidos

Outras obras que ficaram sob responsabilidade da empresa de Barreto foram a reconstrução da ponte sobre o Rio Sergipe e das adutoras do sistema São Francisco, no povoado Pedra Branca, em Sergipe. A construtora Celi venceu a licitação em agosto e a obra foi orçada no valor de 16,4 milhões de reais.

A empreiteira também atua com obras do governo do Estado de Sergipe e, em 2015,  construiu 953 casas do programa do governo federal “Minha Casa, Minha Vida”. Barreto também é o presidente da Associação Sergipana dos Empresários de Obras Públicas e Privadas (ASEOPP).

Na última pesquisa eleitoral realizada pelo Paraná Pesquisas, Alves Filho aparece em terceiro lugar com 6,3% das intenções de votos e 77% dos aracajuenses desaprovam sua gestão. Em primeiro lugar, aparece o ex-prefeito da capital Edvaldo Nogueira com 28,8% e Valadares Filho com 17,9%. A pesquisa divulgada em 26 de setembro está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o nº SE-07521/2016.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. adson miranda de almeida

    com certeza vai querer este dinheiro de volta caso o candidato ganhe as eleições.

    Curtir